Corona3

São Vicente segue com 12 casos suspeitos de Covid-19

Os pacientes têm quadro de saúde estável. Todos estão em isolamento social

Comentar
Compartilhar
20 MAR 2020Por Da Reportagem14h00
São Vicente tem 12 casos suspeitos de Covid-19 sendo investigadosFoto: Agência Brasil

A Prefeitura de São Vicente, por meio da Secretaria de Saúde (Sesau), informa que a Cidade tem 12 casos suspeitos de Covid-19 sendo investigados. Os pacientes têm quadro de saúde estável. Todos estão em isolamento social.

O prefeito de São Vicente, Pedro Gouvêa, assinou o Decreto 5195-A, que implanta medidas restritivas em decorrência da situação de emergência na Cidade. O documento municipal se baseia nas propostas definidas em reunião do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb) e que devem ser colocadas em prática pelas nove cidades a partir desta sexta-feira (20).

Fica definido o fechamento de shopping centers e Centros Comerciais, admitida a abertura apenas de serviços essenciais, como supermercados e farmácias, e estabelecimento de controle rigoroso de acesso. Estas ações começam nesta sexta-feira (20).

Para academias, casas noturnas e casas de shows, a determinação é de fechamento a partir desta sexta.

No caso de restaurantes, bares e similares e lanchonetes, a recomendação é para redução em 30% no número de cadeiras e mesas, sem prejuízo de medidas mais restritivas, condicionadas ao agravamento da situação e incentivo ao comércio por Delivery, para pedidos de refeição e demais produtos.

Fica definida a restrição total de acesso à faixa de areia das praias, incluindo barracas, cadeiras, guarda-sol e ambulantes.

Também haverá restrição total do funcionamento do Terminal Rodoviário, observadas as especialidades dos profissionais que atuam em serviços essenciais, como de Saúde e Segurança.

Para o setor de Turismo, a determinação é de proibição da entrada de hóspedes  nos hotéis, pousadas e similares em São Vicente, a partir desta quinta-feira (19) e suspensão das atividades a partir de segunda-feira (23), objetivando desestimular o uso de instalações turísticas na Cidade.

Ainda, realização de controle dos imóveis desocupados na Cidade e de uso ocasional, para evitar a vinda de pessoas para cumprimento de quarentena no Município.

Está definida a suspensão dos atendimentos de rotina nas Unidades Básicas de Saúde, exceto os projetos estratégicos, como o pré-natal.