São Vicente define calendário escolar para 2021; confira

Na rede municipal, aulas voltam em 8 de fevereiro, de forma remota. Prefeito pede ajuda a vicentinos para mutirão de recuperação das unidades

Comentar
Compartilhar
26 JAN 2021Por Da Reportagem18h28
Durante o anúncio do calendário escolar, o prefeito Kayo Amado pediu ajuda aos moradores de São VicenteFoto: Divulgação/PMSV

A Secretaria de Educação de São Vicente (Seduc) apresentou na tarde desta terça-feira (26) o calendário escolar para o ano letivo de 2021.

Ficou definido que, nas redes estadual e particular, as escolas estão autorizadas a funcionar a partir de 1º de fevereiro, respeitando-se os protocolos referentes ao novo coronavírus, conforme estabelecido pelo governo do Estado de São Paulo. Entre as medidas, estão: a limitação em 35% do total de alunos de forma presencial, uso obrigatório de máscara, manutenção de distanciamento e disponibilização de álcool em gel.

Já as escolas municipais retornam de forma remota no dia 8 de fevereiro. A expectativa é que a partir de março as aulas aconteçam de forma híbrida (parte presencial, parte remota).  

A Seduc destaca que vem vistoriando desde a primeira semana do ano a estrutura física de todas as unidades escolares para averiguar as reais condições dos prédios.

Atualmente, a rede municipal tem aproximadamente 47 mil alunos matriculados em 128 unidades, entre creches, escolas de Educação Infantil, de Ensino Fundamental e de Educação de Jovens e Adultos, com 2,3 mil professores e 1,5 mil funcionários.

Mutirão

Durante o anúncio do calendário escolar, o prefeito Kayo Amado pediu ajuda aos moradores de São Vicente a participarem de um mutirão em todas as unidades de ensino da rede municipal. “Durante as vistorias, foi detectada a precariedade desses locais, muitos deles completamente abandonados”, detalhou o prefeito, destacando que “o quadro é grave, mas vamos trabalhar para colocar tudo em condições, com apoio da Sedup (Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Serviços Públicos) e a participação da comunidade. Precisamos de braços, mentes e bons corações para esta força-tarefa”.

Assim, a partir desta quarta-feira (27), voluntários poderão se cadastrar pelas redes sociais da Prefeitura, informando de que forma irão colaborar, sempre aos finais de semana. “Temos problemas estruturais dos mais diversos: na parte de hidráulica, elétrica, pintura, alvenaria, infiltrações”, citou a secretária Nívea Costa Marsili, lembrando que neste primeiro momento é preciso cuidar para deixar as escolas em condições de receber alunos, professores e funcionários de maneira segura.

Preparação

A secretária-adjunta de Educação, Ana Paula Pitta, informou que de 22 a 26 de fevereiro, os professores participarão de um encontro on-line, para um momento de reflexão sobre o atual momento de pandemia e o retorno gradual à modalidade presencial. “Será uma semana muito produtiva, para discutirmos e construirmos o protocolo de um retorno em breve, com toda a segurança para todos”.