Santos terá três novas UPAs em 2015

O anúncio foi feito ontem pelo prefeito da Cidade, Paulo Alexandre Barbosa. Hoje, a Prefeitura abre licitação para a construção da primeira unidade na Zona Noroeste

Comentar
Compartilhar
29 ABR 201410h31

A população de Santos terá três novas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) até 2015. A afirmação é do prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), que na manhã de ontem apresentou o projeto que vai ampliar o funcionamento das unidades de saúde na Cidade. A apresentação contou também com a presença do secretario de Saúde, Marcos Estevão Calvo.

Paulo Alexandre apresentou aos meios de comunicação o projeto da UPA da Zona Noroeste, e afirmou que a região terá uma nova unidade de saúde, “que promoverá um salto de qualidade nos serviços de urgência da região”. O prefeito anunciou que hoje será lançado no Diário Oficial, o edital para a construção da Unidade, com prazo de abertura do primeiro envelope da licitação para 30 dias, e previsão de início da obra para julho deste ano. A previsão de conclusão será de 12 meses. Na apresentação, Paulo Alexandre falou da importância de utilizar os equipamentos e estruturas mais modernas para economizar na manutenção das unidades no futuro. “Nosso objetivo é utilizar o que há de mais moderno, com investimento na qualidade da construção para gastar menos na manutenção”, disse.

A criação da UPA na Zona Noroeste é uma parceria entre Prefeitura e o Governo Federal. A área da construção é 1.038 m², e será entre a esquina da Rua Bulcão Vianna com a Avenida Jovino de Melo, na altura do bairro do Bom Retiro, em Santos. Segundo informações apresentadas chefe do Executivo, o equipamento terá capacidade para 550 atendimentos por dia, disponibilizando, no mínimo, 21 leitos sendo 3 de emergência. O investimento inicial da obra é de R$ 3,5 milhões, em recursos federais.

UPA da ZN terá capacidade para 550 atendimentos por dia, diz prefeito (Foto: Divulgação/PMS)

Construção

Uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) já está em construção e tem prazo para ser entregue em dezembro deste ano. Trata-se da UPA Central, na Rua Joaquim Távora, 260, no bairro Vila Mathias. A expectativa da Prefeitura é que a UPA Central esteja em funcionamento no primeiro semestre de 2015, entre os meses de fevereiro e março.

Já a UPA da Zona Noroeste tem até agosto de 2015 para ser entregue à população. O prefeito e secretário de Saúde, Marcos Calvo, garantiram que as equipes de profissionais das novas unidades estarão completas, já que a falta de médicos tem sido motivo frequente de reclamações dos moradores da Cidade.

A prefeitura ainda anunciou que nos mesmos moldes irá operar a UPA Zona Leste. A Unidade está com projeto arquitetônico concluído, e em fase de elaboração do processo licitatório, com previsão de abertura para o começo do mês de junho.

Como funciona a UPA?

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) é um local que funciona com novos padrões de agilidade e humanização no atendimento à população. As UPAs fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento 2, do Ministério do Planejamento. Elas funcionam 24 horas por dia, e sete dias por semana. O atendimento dessas Unidades podem resolver grande parte das urgências e emergências que ocorrem na Cidade, como pressão e febre alta, fraturas, cortes, infarto e derrame. As UPAs ajudam a diminuir as filas nos prontos-socorros dos hospitais.

Nas localidades que contam com a UPA, de acordo com dados do Ministério da Saúde, 97% dos casos são solucionados na própria unidade. O paciente é atendido por um médico que ao prestar o devido socorro, analisa se é necessário encaminhar o paciente a um hospital ou mantê-lo em observação por 24 horas.