Santos sedia evento mundial de conscientização da indústria da moda

Encontro aberto ao público e gratuito será realizado na Esamc nos dias 23, 24 e 25 de abril

Comentar
Compartilhar
20 ABR 2018Por Da Reportagem21h50

O Fashion Revolution Week, evento mundial que tem o objetivo de expor impactos no mundo da moda para denunciar, conscientizar e buscar soluções para problemas ambientais, trabalhistas e sociais, será realizado nos dias 23, 24 e 25 de abril na Esamc Santos. O evento é gratuito e aberto ao público.

Nos dias 23/04 e 25/04 (segunda e quarta), das 18h às 19h, haverá 'Oficina de tingimento com produtos naturais', conduzida pelas integrantes do projeto Excambo e embaixadoras do Fashion Revolution, Lais Pennas e Aline Vieira.

Ainda na segunda, das 19h30 às 20h30, a estilista Bianca Scampini, da Mood Consultoria, dará uma palestra sobre 'Guarda Roupa Cápsula'.

No dia 24/04 (terça), a youtuber e consultora de moda Karina Belarmino dará uma palestra sobre 'DIY', sigla para a expressão em inglês Do it yourself (Faça você mesmo), que é um método de construção, modificação ou reparação das coisas sem a ajuda direta de especialistas ou profissionais.

No último dia (25/04), a partir das 19h30 será exibido o documentário 'River Blue', produção canadense que denuncia a poluição dos rios pela fabricação de jeans. Após o filme, haverá roda de conversa com Lais Pennas e Aline Vieira, embaixadoras do Fashion Revolution.

Já a exposição 'Impactos da indústria da moda', com curadoria da professora e mestre em Moda Carolina Carpinelli estará aberta de 23 a 26 de abril, das 19h às 22h, no Pátio da Esamc.

Para a Carolina, este movimento é importante para que as pessoas comecem a pensar em tudo o que foi preciso para que as roupas que estão comprando e vestindo chegassem em suas mãos, desde os impostos não pagos até o trabalho escravo dos agricultores que cultivaram o algodão usado nas roupas.

"Vamos trazer o movimento do Fashion Revolution para o nosso dia a dia, transformar a moda do nosso cotidiano em algo mais consciente ao apresentarmos os impactos que a moda tem, tanto no meio ambiente quanto nas partes social e trabalhista.", afirma.