Santos registra quatro mortes e tem 82 casos confirmados de coronavírus

No total, há 16 óbitos de moradores de Santos em investigação por suspeita de Covid-19, além de outros 16 óbitos de moradores de outros municípios ocorridos em hospitais da Cidade

Comentar
Compartilhar
02 ABR 2020Por Da Reportagem18h12
O número de casos suspeitos caiu de 361 para 357Foto: Agência Brasil

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) recebeu, nesta quinta-feira (2), as notificações de Covid-19 em três moradores de Santos que foram a óbito. Agora, são quatro mortes confirmadas causadas pela doença entre residentes desde o início da pandemia.

Os casos são de dois homens (76 e 84 anos) que faleceram, nesta quinta (2), ambos internados em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de hospital filantrópico. A outra confirmação da doença é de homem, de 74 anos, que faleceu no dia 27 de março, na UTI de hospital privado - óbito que já estava em investigação pela Seção de Vigilância Epidemiológica (Seviep).

No total, há 16 óbitos de moradores de Santos em investigação por suspeita de Covid-19, além de outros 16 óbitos de moradores de outros municípios ocorridos em hospitais da Cidade, totalizando 32 óbitos.

A Seviep recebeu, nesta quinta (02), 16 casos positivos da doença em moradores da Cidade, passando de 66 casos confirmados para 82 – aumento de 24%. O número de casos suspeitos caiu de 361 para 357. Já as internações hospitalares de residentes de Santos aumentaram de 80 para 82.

Quando contabilizado o número total de internados nos hospitais da Cidade (públicos e particulares) por sintomas de Covid-19, entre moradores de Santos e de outras cidades, houve um acréscimo de quase 10%. Na quarta (1º), havia 127 pessoas internadas e, nesta quinta (2), são 139.

Tripulantes

A SMS informa que recebeu a notificação dos casos positivos de Covid-19 em mais três tripulantes do navio Costa Fascinosa, que já estavam internados em hospital filantrópico da Cidade (atendimento particular). Antes, outros quatro tripulantes já haviam recebido a confirmação da doença. Três deles estão na UTI e quatro em leitos de enfermaria.

No final da tarde de quarta (1º), mais dois tripulantes foram desembarcados porque precisavam de atendimento hospitalar com urgência. A Anvisa, órgão federal responsável pelo controle sanitário no Porto de Santos, pediu a autorização prévia à Secretaria Municipal de Saúde – seguindo decisão judicial da Justiça Federal. O Município liberou a transferência dos tripulantes, seguindo todos os protocolos, devido à gravidade dos seus quadros clínicos.

As notificações dos atendimentos dos casos suspeitos de Covid-19 foram feitas nesta quinta (2) pelo hospital prestador. Um tripulante de 43 anos, da Colômbia, está em leito de enfermaria e outro de 52 anos, de Honduras, está em leito de UTI. A confirmação de Covid-19 nos tripulantes depende de resultado das amostras laboratoriais.

A SMS continuará monitorando a situação junto aos demais órgãos de Vigilância dos governos federal e estadual, diante do total de mais 700 tripulantes em quarentena, sendo que 31 deles estão com sintomas de Covid-19. O Município já ressaltou à Autoridade Portuária e à Anvisa que busquem a internação dos tripulantes em São Paulo (Capital) – conforme a mesma decisão judicial, onde há maior disponibilidade de leitos hospitalares.