Santos recebe palestra sobre fisco digital

Assunto é de interesse de empresários, diretores, gerentes e donos de escritórios contábeis que precisam se adequar ao Fisco a partir deste ano

Comentar
Compartilhar
24 MAR 201514h48

Alterdata, desenvolvedora de softwares para automação Comercial, Contábil, Nota Fiscal Eletrônica, entre outros, vai promover a palestra “SPED O Novo Mundo Fiscal – Brasil Na Frente” em Santos (SP) no dia 25 de março, às 18h45. O evento tem parceria com o Sindicato dos Contabilistas de Santos.

O que é o e-Social?

O eSocial é o novo projeto do Governo Federal, envolvendo diretamente a Receita Federal, Ministério da Previdência Social, Ministério do Trabalho e Emprego, Caixa Econômica Federal, Curador do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço e Justiça do Trabalho. O impacto deste projeto não afetará somente profissionais da Contabilidade, mas impactará em todos os setores da indústria, comércio e serviços. A obrigatoriedade começa a partir de 2015.

Não caia na malha fina!

É muito perigoso pensar que o eSocial seja de interesse e responsabilidade apenas do DP e RH, pois ela impactará os setores da Administração, Financeiro, Fiscal, além da Contabilidade, Recursos Humanos e Departamento Pessoal. Os departamentos precisam começar agora, antes da obrigatoriedade, a se reunirem, discutindo as rotinas e o trânsito de informações entre si. Qualquer furo nas comunicações poderá resultar em autuações e multas. Os escritórios de Contabilidade precisarão se reunir com seus clientes e definir como será o novo relacionamento. O eSocial é um enorme avanço no relacionamento entre Governo Federal, empregadores e empregados (os maiores beneficiados).

Sobre a palestra em Santos

O palestrante José Luiz Fondacaro vai abordar o projeto da EFD Social, os cuidados e investimentos, a atuação do fisco, além do eSocial, NFS-e, MDF, entre outros assuntos relacionados ao tema. “Essa palestra atinge todas as empresas, incluindo empresários, diretores e gerentes. O Fisco Brasileiro entrou na era da tecnologia digital e conheceremos o impacto disso no escritório contábil.”, explica Fondacaro.