Santos recebe doses da vacina de Oxford

As doses da AstraZeneca chegaram por volta das 10h30 à Central de Logística montada na Arena Santos, escoltadas pela Polícia Militar

Comentar
Compartilhar
26 JAN 2021Por Da Reportagem14h38
O imunizante passará a ser produzido no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)Foto: Divulgação/PMS

A Prefeitura de Santos recebeu, nesta terça-feira (26), 7.340 doses da vacina contra a covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com o laboratório AstraZeneca. As doses chegaram por volta das 10h30 à Central de Logística montada na Arena Santos, escoltadas pela Polícia Militar.

A previsão é que a Secretaria Municipal de Saúde inicie a distribuição das doses na tarde desta terça-feira às instituições de saúde do município, para que sejam aplicadas em profissionais de saúde não contemplados com a CoronaVac, que foi distribuída na última semana.

Este novo lote de vacinas que o município recebeu faz parte dos 2 milhões de doses importadas da Índia pelo governo federal, que as repartiu aos Estados e estes, por sua vez, encaminhou aos municípios. O imunizante passará a ser produzido no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Inicialmente, está prevista a aplicação de duas doses da vacina de Oxford, com intervalo de 12 semanas.

"A chegada dessas doses foi um grande presente de aniversário para a cidade de Santos. Seguimos a orientação  do governo do Estado e devemos priorizar os profissionais de saúde neste momento", afirma o secretário municipal de Saúde, Adriano Catapreta.
 
Grupos prioritários

De acordo com levantamento do governo estadual, a cidade de Santos tem 23.885 profissionais de saúde. São pessoas que devem receber prioritariamente as doses contra a covid-19.

Em virtude da quantidade restrita recebida pelo município de Santos, os profissionais que atuam no contato direto com pacientes de covid-19 foram priorizados. Cada hospital, unidade de pronto atendimento e Samu recebeu cerca de 20% do total de vacinas inicialmente solicitado à Prefeitura, de forma a priorizar os trabalhadores da linha de frente.

Das 9.560 doses de CoronaVac recebidas pela Prefeitura de Santos, 2.413 foram destinadas aos idosos que mora em casas de repouso e 7.146 às instituições de saúde (hospitais, unidades de pronto atendimento e Samu).

O Governo do Estado garantiu o envio de mais doses da Coronavac, para assegurar o esquema completo de vacinação de quem já tomou a primeira dose.