X
Cotidiano

Santos insere cultura de preservação dos oceanos na rede de ensino

A medida adotada pelo Município repercutiu internacionalmente por ir ao encontro de ações mundiais de preservação do meio ambiente

Medida vai ao encontro de ações mundiais de preservação do meio ambiente. / Divulgação/Prefeitura de Santos

Santos é a primeira cidade do mundo a estabelecer a cultura oceânica como política pública. Nesta sexta-feira (12), foi sancionada a Lei Municipal no 3.935, que prevê a inserção de conhecimentos sobre oceanos e preservação da vida marinha em diferentes formas de atividades pedagógicas na rede municipal de ensino.

A medida adotada pelo Município repercutiu internacionalmente por ir ao encontro de ações mundiais de preservação do meio ambiente relacionadas à Década do Oceano (2021 a 2030), em agenda proposta pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2017.

"O que estão fazendo em Santos é muito importante para dar exemplo a outras cidades e outros países, pois é algo que o mundo todo necessita fazer", comentou a italiana Francesca Santoro, coordenadora do Programa de Cultura Oceânica da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), agência da ONU.

"É a primeira vez que isso acontece e entendo que esse é momento certo", disse ela, considerando que se trata da primeira vez que um município inclui a cultura oceânica na própria legislação e lembrando que o tema está entre os debatidos na 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26). "Nesse momento, governos e especialistas da sociedade civil estão discutindo em Glasgow (Escócia) o que precisamos fazer para uma mudança realmente necessária".

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram e mantenha-se bem informado.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Athletico empata com Palmeiras, escapa de queda e se concentra na Copa do Brasil

O Furacão teve mais trabalho do que esperava nesta segunda (6), mas conseguiu diante dos reservas do Palmeiras um empate que o livra do risco de ser rebaixado no Campeonato Brasileiro.

Esportes

São Paulo, enfim, está livre do risco de rebaixamento à segunda divisão

Com 48 pontos, a equipe não pode mais ser alcançada pelos adversários que estão na zona da degola

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software