Santos e São Vicente fazem ação conjunta de combate ao trabalho infantil

A operação começou na Praça Independência, Gonzaga, e depois foi para a entrada da cidade

Comentar
Compartilhar
31 MAI 201414h54

As secretarias de Assistência Social de Santos e a de São Vicente iniciaram quinta (29) uma ação conjunta de combate ao trabalho infantil. A operação começou na Praça Independência, Gonzaga, e depois foi para a entrada da cidade.

A participação de São Vicente é necessária devido à identificação de crianças e adolescentes daquela cidade nessa situação.

A abordagem encontrou três crianças e um adolescente cobrando para tomar conta de motos na praça. Eles informaram que estudam e falaram que iriam conhecer o Creas de São Vicente.

A abordagem é feita pela ONG Estrela do Mar, conveniada com a Seas, e pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de São Vicente, que ofereceu cursos para inclusão dos jovens.

O trabalho também ocorreu sexta e será retomado sábado, domingo e nos dias 5, 6, 7, 8, 12, 13, 14 e 15 de junho, sempre das 16h às 18h. No dia 16, às 16h30, no Creas de Santos, os técnicos das duas cidades se reunirão para avaliar a operação e traçar um plano conjunto de ação.

Santos e São Vicente iniciaram ação conjunta de combate ao trabalho infantil (Foto: Matheus Tagé/DL)

A Estrela do Mar faz um trabalho vinculado ao Creas de Santos para acabar com a violação dos direitos das crianças e dos adolescentes, e inseri-los e as suas famílias nas políticas públicas.

ONG identificou 171 jovens em trabalho infantil

A ONG identificou 171 jovens nessa situação, entre novembro de 2013 e abril deste ano. Desse total, 95 são de Santos, 61 de São Vicente e 15 de Guarujá.

A Estrela do Mar realizou 343 abordagens a esse público, em seis meses. Eles foram encontrados fazendo malabares, cuidando de bicicleta, vendendo doces, água, trabalhando como engraxate e passando produtos nos pneus dos caminhões.