X
Cotidiano

Santos amplia postos de vacinação contra a febre amarela

O atendimento ocorre de segunda a sexta e prossegue nas policlínicas da Vila Mathias, das 9h às 13h, e da Aparecida, das 11h às 15h

Santos e região ainda não registraram nenhum caso de febre amarela / Divulgação

Para facilitar o acesso à vacina contra a febre amarela, destinada a quem vai viajar para áreas endêmicas da doença, a Secretaria de Saúde de Santos ampliou de dois para quatro o número de postos de imunização. A partir de sexta-feira (7) também haverá vacinação no Centro de Saúde Martins Fontes (Rua Luiza Macuco, 40), das 9h às 13h, e na unidade da Ponta da Praia (Praça 1º de Maio s/n°), das 16h às 19h. 

O atendimento ocorre de segunda a sexta e prossegue nas policlínicas da Vila Mathias (Rua Xavier Pinheiro, 284), das 9h às 13h, e da Aparecida (Av. Pedro Lessa, 1.728), das 11h às 15h. É preciso levar documento oficial de identificação com foto e carteira de vacinação.

Santos e região ainda não registraram nenhum caso de febre amarela. Por enquanto, a vacina deve ser tomada apenas por pessoas que viajarão para as regiões Norte e Centro-Oeste e algumas partes do Nordeste, Sul e Sudeste - nesta última está incluído o interior de São Paulo.

O viajante precisa estar vacinado com no mínimo dez dias de antecedência da data da viagem. Crianças a partir de 9 meses, que moram ou vão viajar para área endêmica, devem tomar a vacina e receber reforço aos quatro anos. Adultos precisam tomar uma dose, com reforço único após 10 anos.

A vacina não é recomendada para crianças com menos de 6 meses, pessoas com doenças que baixam a imunidade – como lúpus, câncer e HIV – nem para quem tem mais de 60 anos, grávidas, mulheres que amamentam bebês de até seis meses e alérgicos a gelatina e ovo. Para estes grupos, a vacina somente é aplicada quando há prescrição médica.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Brasil

Milton Neves perde R$ 17 milhões após golpe de funcionário

O apresentador revelou que o rapaz era seu braço direito e conterrâneo da cidade de Muzambinho, no sul de Minas Gerais

Economia

Litro do leite já chega a quase R$ 8 reais em algumas cidades do Brasil

De acordo com o último levantamento do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o leite longa vida acumula alta de 29,28% nos últimos 12 meses

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software