X
Cotidiano

Santos 471 anos: Prefeito comemora desenvolvimento de grandes projetos

Paulo Alexandre Barbosa coloca equilíbrio econômico como maior desafio para este ano e fala de conquistas como o VLT

Prefeito Paulo Alexandre Barbosa desejou que Santos seja uma cidade cada vez mais justa e igualitária, com oportunidades para todos / Matheus Tagé/DL

O prefeito Paulo Alexandre Barbosa elegeu o andamento de grandes projetos como um dos motivos para se comemorar os 417 anos da cidade de Santos, celebrados hoje. Entre as obras realizadas, ele destacou o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e os trabalhos na entrada da cidade.

“Quando assumimos o governo não havia um tijolo colocado na obra do VLT. Hoje, o VLT vai entrar, no próximo mês, em operação comercial. Uma conquista histórica para a cidade. Algo desejado há décadas, que hoje não é mais uma possibilidade, é uma realidade, fato. A entrada da cidade, também um avanço importante, um investimento de quase R$ 750 milhões divididos entre estado, União e município, que já começou sua parte. Esperamos, no próximo mês, o início da parte que compete ao estado”.

Já entre os desafios, o chefe do Executivo citou o equilíbrio econômico durante a crise que afeta o País.

“O País passa por um momento desafiador e é preciso equilibrar as finanças para que a gente possa manter as nossas conquistas e avançar nos projetos, obras e programas que são importantes para a população. Para isso é preciso ter um bom equilíbrio econômico e financeiro. Por isso, eu diria que esse é o grande desafio para que possamos seguir em frente com as conquistas acumuladas pela cidade nesses últimos anos, que foram muitas”.

Outro desafio citado por Barbosa é colocar, em pleno funcionamento, o Hospital dos Estivadores. Mas destacou que, mesmo assim, houve avanços importantes na saúde e na educação.

“A reestruturação da rede de saúde foi feita. Entregamos dez novas policlínicas, vamos avançar mais na qualidade da prestação do serviço. Ter uma saúde de excelência, cada vez mais focada na qualidade, que é o que o cidadão demanda. As escolas que foram entregues, as que estão em construção para que avancemos na qualidade de ensino. Desafios importantes, sobretudo, na área de saúde e educação que, neste momento econômico, são as áreas mais exigidas e mais demandadas pela ­população”.

Ainda na área da educação, o prefeito destacou a entrega da nova sede da secretaria de Educação, hoje. O equipamento passará a funcionar no prédio da antiga CPFL, na Praça dos Andradas, 33, no Centro. As obras para a reforma do local custaram mais de R$ 10 milhões.

“Vamos ter instalações modernas para atender aos servidores, e também um ambiente voltado à capacitação, à qualificação profissional. Vamos ter um teatro que foi todo reformulado, com acessibilidade para atender a capacitação dos educadores da rede municipal de ensino”. Com a nova sede,  a Prefeitura deixará de gastar R$ 500 mil/ano com aluguel do antigo prédio onde funcionava a secretaria.

Por fim, como mensagem para os munícipes, o chefe do Executivo desejou que Santos seja, cada vez mais, uma cidade justa e igualitária.

“Que Santos continue a escrever novos capítulos de uma história que é muito rica. Nossa missão é essa. Escrever capítulos da nossa história que possam construir uma cidade mais feliz para os santistas. Uma cidade mais justa, mais igualitária. Uma cidade onde, cada vez mais, os santistas tenham a oportunidade de se envolver, crescer e aqui viver. Essa é a nossa missão diária e o que a população pode esperar é muito trabalho, muito empenho para que a gente possa, cada vez mais, avançar nessas políticas públicas que vão tornar Santos uma cidade ainda melhor para se viver”.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Educação

Gabarito oficial do Enem 2021 é divulgado; saiba como acessá-lo

Segundo o edital, a nota final dos candidatos só será divulgada em 11 de fevereiro

Santos

Plano de prevenção para período de chuvas é iniciado em Santos

Ação da Defesa Civil ocorre até 30 de abril de 2022 e vai distribuir informativos, orientar a população dos morros e aumentar o número de funcionários

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software