X
Cotidiano

Santos 471 anos: do alto do morro a história e o turismo

Na véspera do aniversário, o Diário do Litoral percorreu alguns dos prinicpais pontos turísticos da cidade

Do alto do morro do Monte Serrat é possível ver Santos de forma completa / Rodrigo Montaldi/DL

De povoado a uma das mais importantes cidades do Brasil

A história de Santos se confunde com a do Brasil. Foi fundada em 1540, por Brás Cubas junto com a transferência do porto que atendia a região, então situado na Ponta da Praia, para o outro lado da ilha, em um pequeno morro que recebeu o nome de Outeiro de Santa Catarina.

Santos foi elevada à categoria de cidade em 26 de janeiro de 1839 quando a Assembleia Provincial resolveu aprovar uma Lei Por isso seu aniversário é comemorado a cada dia 26 de janeiro - não apenas o de sua elevação, mas também o da sua fundação por Brás Cubas.

Com mais de 417 mil habitantes, Santos é uma das mais antigas e importantes cidades do Brasil. Abriga o maior porto da América Latina, construído no início do século XX. Pelo complexo portuário santista passou boa parte do café brasileiro escoado no auge da commodity,  que era denominada ‘ouro verde’.

A cidade dá nome à região metropolitana onde está situada, a Baixada Santista, composta por nove municípios, e é considerada uma espécie de ‘capital’ por concentrar a maioria dos serviços e empregos destinados à população local.

Apesar de ter o maior orçamento da região, Santos ainda encara alguns desafios como a eliminação dos alagamentos na entrada da cidade e a erradicação das palafitas. O município abriga a maior favela em palafitas do Brasil, o Dique da Vila Gilda, onde residem mais de 10 mil famílias.

Diário do Litoral percorreu alguns dos principais pontos turísticos

Do alto do morro do Monte Serrat é possível ver Santos de forma completa: os navios que entram em saem do Porto, os prédios da orla da praia, os morros, a Zona Noroeste, a Ilha Diana, a Área Continental e o vai e vem dos carros nas ruas e avenidas. Na véspera do aniversário de 471 anos da cidade que dá nome à região metropolitana, o Diário do Litoral percorreu alguns de seus principais pontos turísticos. A Reportagem encontrou gente do Brasil e do mundo que escolheu conhecer os atrativos do município.

“Tenho um apartamento há mais de 15 anos em Praia Grande e nunca tinha vindo ao Monte Serrat. Achei muito legal. Vimos a cidade toda a cidade pegando todos os ângulos. Quem não visitou tem que visitar o Monte Serrat. Agora vamos rodar outros pontos”, disse a paulistana Arlete Martorelli. A aposentada estava acompanhada de outras duas pessoas. Eles saíam do bondinho que dá acesso à igreja no alto do morro.

Antonio Gonçalo, 68 anos, trabalha há 20 anos no bondinho do Monte Serrat. Disse que aumentou muito o número de visitantes nos últimos dias e contou um pouco da história do transporte que leva para o alto do morro.

“É temporada então tem vindo muita gente.Hoje veio um grupo do Rio Grande do Sul e da Baia. A gente acaba conhecendo muitas pessoas. O bonde é transportado por um cabo de aço. Em junho ele completa 90 anos de funcionamento. A gente faz de tudo um pouco aqui”, afirmou.

O bonde inicia a subida. Ao lado da equipe de Reportagem, a moradora Maria Aparecida da Silva. Carrega uma sacola de supermercado e o orgulho da cidade que a acolheu há 39 anos. “Eu gosto de morar aqui. Santos é maravilhosa. Vim de Pernambuco para cá com 14 anos e alguns meses. Minha avó já morava no morro. Montei um barzinho para vender água para os turistas. Vem muito estrangeiro aqui sabia?”, destacou a comerciante.

No alto do morro, em frente à Igreja de Nossa Senhora do Monte Serrat, o argentino Marcelo Omar faz fotos da cidade junto com a esposa. Ele chegou em um ônibus que veio da Argentina para Santos. “A cidade é muito bela. O Brasil é lindo e Santos também. As pessoas são hospitaleiras e o preço das coisas não é como na Argentina que muda a cada esquina”, destacou.

Jardim Botânico

Do outro lado da cidade, na Zona Noroeste, entre os bairros Jardim Santa Maria e Bom Retiro, está localizado o Jardim Botânico. Outro ponto turístico muito visitado na cidade. O local conta com 90 mil m² de espaço verde e acervo vivo de mais de 300 espécies vegetais catalogadas, divididas em 20 coleções botânicas. O local conta ainda com playground e mais de mil metros de alamedas asfaltadas, boas para a prática esportiva. Em seus três lagos, o visitante pode contemplar as tilápias e carpas além das aves aquáticas que sempre visitam a unidade.

Bondinho

O Diário do Litoral desceu o morro e percorreu as ruas do Centro Histórico. O dia é útil e já é quase meio-dia. O movimento de pessoas que saem dos escritórios para almoçar é grande. Quem passa pelas ruas XV de Novembro e Gonçalves Dias se depara com armazéns antigos e a Bolsa Oficial do Café que remetem aos tempos áureos do ouro verde na cidade. Os guindastes do maior Porto da América Latina contrasta com os prédios comerciais.

Mais à frente, o ponto de partida dos bondes que percorrem o Centro Histórico da Cidade. Os turistas podem conhecer naquele trecho a Igreja do Valongo, o Museu Pelé e o restaurante escola Estação Bistrô. A Reportagem encontrou duas mulheres da África do Sul não conheciam Santos. Elas aguardavam a saída de um dos bondes.

“Viemos com o Roda São Paulo”, contou uma delas. O Roda São Paulo é um programa do Governo do Estado, que durante a temporada disponibiliza diversos roteiros pela Baixada Santista pelo valor de R$ 10,00. A viagem é feita em ônibus climatizados e o acompanhamento de guias.

Memorial das Conquistas do Santos Futebol Clube recebe fãs de futebol do mundo inteiro (Foto: Rodrigo Montaldi/DL)

Futebol

 A Reportagem segue o roteiro conforme ouve os turistas. A próxima parada é o Memorial das Conquistas do Santos Futebol Clube, localizado no Estádio da Vila Belmiro. Na fila de entrada, os viajantes do Roda São Paulo e os argentinos que estavam no Monte Serrat pela manhã.

“Essa é primeira vez que eu visito. Sou santista roxo. A minha mulher vem pela segunda vez, mas ela não é santista não”, afirmou o paulistano Elmo Francisco de Oliveira.

Admirando os troféus expostos nas vitrines do museu, o estudante Hyan, de 13 anos, falou da paixão pelo futebol e pelo time que levou o nome da cidade para o mundo. “Gosto do Neymar, do Robinho e do Diego”.

“Sou mais Messi do que Neymar”, disse o argentino Marcelo, entrevistado no Monte Serrat, quando viu a Reportagem.

Aquário

 A quarta-feira é de muito calor. Banhistas se refrescam no mar e nos chuveirinho da orla. Outros aproveitam para fazer fotos e selfies nas muretas da praia. Em frente ao Aquário Municipal, um dos pontos turísticos mais visitados de Santos, pessoas se protegem do sol embaixo das árvores. Foi no calçadão, que o Diário do Litoral conheceu o vendedor de picolés Manoel Dias, de 58 anos.

“Vim em busca de emprego. Trabalhei antes em Americana. Desejo tudo de bom para a cidade. Tenho vontade voltar para a minha cidade, mas sou feliz aqui”, afirmou Dias. O ambulante, que está em Santos desde 2008, contou que trabalha todos diariamente na região do Aquário Municipal e que os dias de maior visitação são aos sábados, domingos e feriados. O morador do Centro destacou o sabor preferido dos clientes. “É o picolé de frutas”.

O Aquário Municipal é um dos pontos turísticos mais visitados de Santos (Foto: Rodrigo Montaldi/DL)

Como visitar

Monte Serrat
Praça Correa de Melo,33, Centro
Telefone: (13) 3221-5665
Acesso pela escadaria (415 degraus) ou pelo Bondinho (Ingresso R$ 30,00 ida e volta)
Funciona todos os dias, das 8 às 20 horas
Bondes Centro Histórico

Memorial das Conquistas Santos FC
Rua Princesa Isabel, s/nº, Vila Belmiro
Telefone: (13) 3257-4099
Entrada R$ 8,00 visita simples ou R$ 15,00 visita monitorada
Funciona de terça a domingo e feriados, das 9 às 19 horas

Bondes Centro Histórico
Largo Marques de Monte Alegre, 2, Valongo
Telefone: (13) 3201-8000
Funciona de terça a domingo, das 11 às 17 horas
Valor do ingresso R$ 6,50

Aquário Municipal
Praça Luiz La Scala, s/nº, Ponta da Praia
Telefone: (13) 3278-7830
Entrada R$ 5,00
Funciona de terça a domingo das 9 às 19 horas

Jardim Botânico Chico Mendes
Rua João Fracarolli s/nº, Bom Retiro
Telefone: (13) 3209-8410
Entrada franca
Funciona todos os dias, das 8 às 18 horas.

Programação de aniversário conta com música e esporte

Vários eventos marcam a abertura da programação do 471º aniversário de Santos, promovida pela Prefeitura e Câmara. Hoje (26), ocorre a visitação pública, das 14h às 18h, ao Navio Fragata Constituição no Cais da Marinha, atracado entre os armazéns 27 e 29 do Porto. Embarcação pode ser visitada ainda amanhã, das 15h às 18h.

Mais tarde, às 15h30, o Quarteto de Cordas se apresenta na cafeteria do Museu Pelé (Largo Marquês de Monte Alegre s/nº, Valongo). Às 20h, haverá culto em Ação de Graças na Igreja Assembleia de Deus Vida Nova (Rua Manoel Tourinho, 171, Macuco).

Às 19h, será aberta a exposição Santos e Seus Encantos, que apresenta obras assinadas pelo artista Anderson Camargo feitas em MDF, que retratam paisagens e personalidades da cidade. A visitação segue até 25 de fevereiro, de segunda a sexta-feira, das 11h ás 18h - exceto entre esta quinta (26) e o domingo (29). Local: Galeria de Arte Patrícia Galvão 2° piso do Centro de Cultura Patrícia Galvão. Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. Gratuito.

Eventos

Nesta quinta-feira, dia oficial do aniversário, a primeira atividade será o tradicional ato cívico, às 8h, junto ao Monumento a Braz Cubas (Praça da República, Centro). Em seguida, às 9h, ocorre a Missa de Aniversário da Cidade na Catedral (Praça José Bonifácio s/n°) e, às 11h, a sessão solene no plenário da Câmara (Praça Tenente Mauro Batista de Miranda, 1, Centro).

Às 16h, a Prefeitura realiza a solenidade de inauguração da nova sede da Secretaria Municipal de Educação (Seduc) em imóvel à Praça dos Andradas, 31 (Centro). Neste ato também será assinado protocolo de cooperação entre as cidades de Santos e Kenitra (Marrocos).

Música

A comemoração de amanhã (27) terá também muita música. Os 25 jovens selecionados 1º Festival de Música Santista, nas modalidades violino, viola e violoncelo, se apresentam, às 15h, no Museu do Café (Rua XV de Novembro, 95, Centro). A entrada é gratuita. É solicitada a doação de alimentos não perecíveis e fraldas para o Fundo Social de Solidariedade de Santos (FSS).

No mesmo horário, 15h, o Trio Zé do Café anima o público do Jardim Botânico Chico Mendes (Bom Retiro, na Zona Noroeste). E, às 19h, ocorrem simultaneamente as exibições do Komboio Cultural, no Parque Municipal Roberto Mário Santini (emissário – José Menino); Simone Ancelmo, na Praça do Surfista (Posto 2, Pompeia); Didi Gomes na Concha Acústica (orla com o canal 3); Maxsoul, na pérgula do Boqueirão (orla com a Av. Conselheiro Nébias). E, às 20h, tem o Rock Santos, na Fonte do Sapo (orla da Aparecida).

No sábado (28), a cantora Maria Rita se apresenta a partir das 21 horas na Praça Mauá.

Sinfônica

Encerrando a programação musical comemorativa de hoje (26), a Orquestra Sinfônica Municipal de Santos realiza concerto no Teatro Coliseu (Rua Amador Bueno, 237), às 20h30, com a participação especial da Jazz Big Band.

Esporte

Já o domingo (29), às 9h, ocorre a 1ª Etapa do Campeonato Santista de Águas Aberta 2017, com largada na Praia da Aparecida, em frente ao Escolástica Rosa.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Política

Lula diz ver Brasil encalacrado e cobra aliados na trincheira de sua campanha em 2022

O petista disse que não poderá voltar ao Planalto para fazer menos do que fez em suas primeiras gestões (2003-2006 e 2007-2010)

Santos

Rua Gastronômica em Santos receberá visita do Papai Noel

Tolentino Filgueiras terá patinadores e iluminação colorida por toda a via

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software