Santistas reclamam da retirada de bancos do Canal 6 à Ponta da Praia

Munícipes reprovam a ação da Prefeitura que tirou os bancos da Orla

Comentar
Compartilhar
24 JUN 2020Por Vanessa Pimentel18h00
Segunda-feira (22), foi o primeiro dia de praia liberada parcialmente após as restrições impostas pela pandemiaFoto: Nair Bueno/DL

Munícipes não gostaram da ação da Prefeitura de Santos que retirou os bancos da orla, do trecho que vai do Canal 6 à Ponta da Praia.

Tanto o mobiliário instalado no calçadão próximo à areia, quanto os que ficam de frente para a avenida estão sem assento.

Durante a manhã de segunda-feira (22), um dos entrevistados disse que não entendeu porque a prefeitura retirou todos de uma vez. "Não tem mais lugar para descansar", reclamou.

Segunda-feira (22), foi o primeiro dia de praia liberada parcialmente após as restrições impostas pela pandemia. O movimento foi grande, principalmente pela manhã. Estão liberadas a prática de caminhada, corrida e esportes individuais das 6h às 10h e das 16h às 20h. Surf e canoagem também estão permitidos nesse horário. Já a natação e o Stand Up Paddle estão liberados das 6h às 10h e das 16h às 18h.

Prefeitura

A prefeitura explicou que a troca dos bancos já estava prevista e foi antecipada para garantir o distanciamento social e evitar a proliferação do coronavírus. Em breve, novos mobiliários serão instalados.

Alertou também que, por decreto (nº 8.982, de 21 de junho de 2020), continua proibida a utilização de bancos, cadeiras, mesas, parques infantis, brinquedos, aparelhos de ginástica e academias ao ar-livre situados na orla da praia ou na faixa arenosa do Município e a Secretaria Municipal de Serviços Públicos vai reforçar o isolamento destes equipamentos.