Rússia: suspeito admite envolvimento em assassinato de Nemtsov

A informação teria partido de um dos juízes envolvidos no caso, que teria ouvido Zaur Dadaev

Comentar
Compartilhar
08 MAR 201516h11

Dos cinco suspeitos que estão sendo investigados por participação no assassinato de Boris Nemtsov, um dos líderes da oposição na Rússia, um admitiu envolvimento, mas não se diz culpado, de acordo com a mídia russa.

A informação teria partido de um dos juízes envolvidos no caso, que teria ouvido Zaur Dadaev. Outro suspeito, Anzor Gubashev, teria negado qualquer culpa. Além deles, o irmão mais novo de Gubashev, Shagid, Khamzad Bakhaev e Tamerlan Eskerkhanov são investigados pelo crime.

Os cinco são da Chechênia ou de outras partes do norte do Cáucaso, de acordo com agências russas. A origem dos suspeitos levanta uma questão potencialmente sensível, dada a significativa animosidade de grupos do Cáucaso entre os russos.

A Chechênia sofreu duas intensas guerras ao longo das últimas duas décadas envolvendo forças russas e rebeldes separatistas, cada vez mais sob a influência do fundamentalismo islâmico.