Governo do SP educacao

Rosana Valle pede ao procurador do Trabalho tentar reverter demissões na Usiminas

Parlamentar acredita que é preciso preservar o parque industrial e a mão-de-obra qualificada para a retomada da produção quando a pandemia passar

Comentar
Compartilhar
18 MAI 2020Por Da Reportagem11h46
Deputada enviou ofício ao procurador-geral do Trabalho, Alberto Bastos Balazeiro

A deputada federal Rosana Valle (PSB) pediu nesta manhã (18/5) para o Ministério Público do Trabalho (MPT) tentar reverter as 900 demissões na Usiminas, em Cubatão.  Em ofício ao procurador-geral do Trabalho, Alberto Bastos Balazeiro, a deputada lembra da Medida Provisória (MP 936), do Governo Federal,  viabilizando um acordo de não-demissão, com a possibilidade de redução de salários, enquanto durar a pandemia.

"Peço ao procurador o acompanhamento desta situação, que afeta muitas famílias na Baixada Santista", apela a parlamentar, que também mantém contato com o Sindicato dos Metalúrgicos para acompanhar a questão.

A parlamentar lembrou que o MPT identificou a necessidade de apresentação de dados contábeis mais concretos sobre a situação econômica da empresa, que podem ajudar na negociação. 

A deputada disse entender o contexto econômico provocado pela pandemia, que impactou negativamente o setor siderúrgico, como a queda no consumo de aço em abril.

Mas Rosana acredita que é preciso preservar o parque industrial e a mão-de-obra qualificada para a retomada da produção quando a pandemia passar. “Temos que pedir que todos negociem ao máximo para manter os postos de trabalho, uma vez que, somente com alguma renda, é que podemos retomar o consumo,” apelou.

A parlamentar citou a própria Usiminas, que afirmou recentemente “estar empenhada para a preservação da sua força de trabalho e a sobrevivência da operação em Cubatão”.