Repasse de R$ 117,8 milhões põe fim à ameaça ao Portus

A Portaria 423, de 18 de junho de 2020, que garante este patrocínio, foi publicada no Diário Oficial da União

Comentar
Compartilhar
24 JUN 2020Por Da Reportagem16h22
O instituto de seguridade social dos portuários está livre do risco de liquidaçãoFoto: Rodrigo Montaldi/Arquivo DL

Com o repasse da Autoridade Portuária de Santos ao PORTUS, no valor de R$ 117 milhões e 800 mil, na condição de patrocinadora do Plano de Benefícios, o instituto de seguridade social dos portuários fica livre do risco de liquidação e garante o pagamento aos segurados, pondo fim a uma ameaça àqueles que tanto trabalharam no Porto de Santos.  A Portaria 423, de 18 de junho de 2020, que garante este patrocínio, foi publicada no Diário Oficial da União.    

O presidente do Sindicato dos Empregados na Administração Portuária (Sindaport), Everandy Cirino, fez questão de gravar um vídeo e agradecer a “contribuição definitiva” da deputada federal Rosana Valle (PSB) para regularização da situação do Portus, pois fez inúmeras gestões junto ao Governo Federal nesse sentido.

Conforme o acordo, a partir de Julho de 2020, e por 180 meses consecutivos, a Autoridade Portuária fará, mensalmente, o aporte de R$ 5 milhões e 400 mil, somando, ao final de 15 anos, R$ 1 bilhão, 89 milhões e 80 mil, referentes à sua condição de patrocinadora do PORTUS, com o maior percentual entre todos os participantes.

As companhias docas de Vitória e Bahia também estarão fazendo seus repasses. “Agora podemos finalmente comemorar o afastamento definitivo do risco de liquidação do nosso PORTUS", afirmou o presidente do Sindaport, agradecendo também Rosana Valle pela autorização, pelo Governo Federal, para a realização dos testes de Covid-19 para os trabalhadores portuários.