X

Cotidiano

Remédios não podem ser jogados no lixo comum; aprenda a descartá-los

Para encontrar o mais próximo da sua casa, consulte a plataforma de reciclagem e-cycle.

Folhapress

Publicado em 29/07/2018 às 15:07

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

As sobras de remédios não podem ser descartados no lixo doméstico. / Fotos Públicas

As embalagens vazias de remédio, como cartelas, potes e bisnagas, não devem ser jogadas no lixo comum, nem serem mandadas para a reciclagem.

As sobras de remédios que venceram ou que apenas não serão mais usados também não podem ser descartados no lixo doméstico, na pia ou no vaso sanitário, porque as substâncias presentes neles representam um risco de contaminação para a água e o solo.

O descarte correto não é trabalhoso. As embalagens e os medicamentos devem ser levados até pontos de coleta em farmácias, postos de saúde e alguns supermercados.

Para encontrar o mais próximo da sua casa, consulte a plataforma de reciclagem e-cycle.

Os resíduos coletados nesses pontos são incinerados, e as cinzas levadas para aterros especiais.

Já as embalagens de remédios que não ficam em contato direto com o medicamento caixas de papelão e bulas podem (e devem) ir para a reciclagem comum.

No caso de medicamentos injetáveis, como a insulina, o descarte é diferente. Seringas e agulhas usadas devem ser guardadas em um pote com paredes rígidas. Quando o recipiente estiver cheio, leve até uma unidade saúde para que ele seja encaminhado para incineração.

Jogar seringas no lixo comum põe em risco a saúde das pessoas que manuseiam os resíduos.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Feira Santo Pet vai até este sábado, em Santos

Evento também conta com plantão de adoção da Coordenadoria de Defesa da Vida Animal (Codevida)

Guarujá

Suman relembra tragédia e diz que Guarujá está preparada para chuvas

O temporal teve início na noite de 2 de março de 2020 e perdurou durante a madrugada do dia 3

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter