Redução de funcionários desacelera duplicação de viaduto no Jardim Casqueiro

Segundo o DER, com nova gestão, o orçamento para obras está em fase de reprogramação. Viaduto deve ser entregue em agosto deste ano

Comentar
Compartilhar
21 MAR 201523h49

Quem passa pela Rodovia Anchieta, na altura do Jardim Casqueiro, em Cubatão, pode perceber que as obras de duplicação do Viaduto Rubens Lara não está mais em um ritmo tão acelerado como no final do ano passado. Cada vez menos funcionários sao vistos no canteiro.

A Reportagem do Diário do Litoral, que entre uma pauta e outra passa pelo local, já havia percebido a queda no movimento das intervenções assim como os vereadores Dinho Heliodoro (SDD) e Ivan Hildebrando (PDT), que visitaram o canteiro de obras na última semana.

Durante a visita, os vereadores receberam informações do encarregado e do engenheiro responsável pela obra que o número de funcionários foi reduzido de 130 para 30 por questões financeiras. "Após concluída, a obra será muito importante para a Cidade, por isso cobramos rapidez em sua execução", comenta Heliodoro.

DER diz que devido a um ajuste no orçamento o ritmo das obras está sendo reajustado (Foto: Matheus Tagé/DL)

A Câmara de Cubatão, através do presidente da Casa - vereador Aguinaldo Araújo, criou uma comissão com os onze vereadores para solicitar providências que acelerem o ritmo das obras novamente.

Questionado pela Reportagem do Diário do Litoral, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) esclareceu que em razão do início desta nova gestão, o orçamento das obras rodoviárias, com recurso do Tesouro do Estado, está em fase de reprogramação. Por este motivo, o ritmo de obras está sendo reajustado.

"No entanto, é importante frisar que as obras não estão paralisadas. A empresa Azevedo, responsável pelos serviços, concentra mão de obra atualmente na construção de uma viga que dará sustentação aos cabos de suporte do viaduto. Os serviços são realizados em áreas isoladas. Por este motivo, a falta de movimento no canteiro", garante o DER. O valor das intervenções é de R$ 43,5 milhões e a conclusão é prevista para agosto de 2015.