'Rapaz dos sonhos' ganha seu espaço em Itanhaém

Diego já tem um público fiel ao vender doces, no centro da Cidade.

Comentar
Compartilhar
14 OUT 2019Por Nayara Martins07h39
Uma das clientes mais antigas é dona Edith: ela conta que o sonho é muito bom e prefere o que tem recheio sabor creme.Foto: NAYARA MARTINS/DIÁRIO DO LITORAL

"Olha o sonho. Vamos sonhar". Assim o 'Rapaz dos Sonhos', como é mais conhecido, vai conquistando os clientes na Avenida Condessa de Vimieiros, no centro de Itanhaém. Há mais de três anos fabricando e vendendo os sonhos, Diego Moura, 34 anos, está cada vez mais conhecido na cidade. Hoje, ele já garantiu o seu espaço e trabalha todos os dias, com a licença de vendedor ambulante, num ponto fixo no município.

Mas a situação nem sempre foi assim. Diego conta como surgiu a ideia de vender sonhos em Itanhaém. "Como muitas pessoas que estão passando por dificuldades financeiras, eu a minha esposa ficamos desempregados em São Paulo. Já tinha experiência na área de padaria e confeitaria, desde os 16 anos, e resolvi vender um doce, mas não um doce qualquer. A ideia foi fazer um produto melhor do que era vendido nas padarias da cidade", esclarece.

Ele fez uma pesquisa e, ao percorrer algumas padarias, viu que os sonhos estavam oleosos, vencidos, ou com o açúcar derretido. "Minha preocupação era fazer um sonho de qualidade e que lembrasse os doces da vovó". Diego afirma ainda que não queria somente lucrar, mas fazer um produto que as pessoas gostassem e tivessem boas lembranças.

Há sete anos trabalhando com a venda de sonhos, desde que morava em São Paulo, ao chegar em Itanhaém, há três anos e meio, Diego já começou a fabricar os sonhos em sua própria casa e a vender de maneira informal. Com o seu veículo, ele procurava estacionar na região central e vender os sonhos de porta em porta nos comércios.

DIFICULDADES

Diego já enfrentou inúmeras dificuldades, especialmente nos últimos anos, devido à fiscalização da prefeitura e por não ter a licença municipal para trabalhar. Ele montou a banca em vários lugares, sempre com a preocupação de não incomodar outros comerciantes de alimentos.

Somente este ano, ele conseguiu a licença na prefeitura, há cerca de seis meses, como vendedor ambulante. A partir daí, Diego pode contratar uma funcionária que o auxilia na divulgação e na venda dos sonhos, além de um ajudante para montar os sonhos.

"No início comecei com o carro para vender os sonhos, em vários pontos, como na Avenida Rui Barbosa, em frente ao Compre Fácil, nos finais de semana, mas como não estava regularizado, a fiscalização da prefeitura sempre dizia que deveria sair". Ele começou a se preocupar, já que era a sua única fonte de renda e foi para outro local, na Rua Cesário Bastos.

Ele conseguiu um ponto no cruzamento da Avenida Condessa de Vimieiros com a Cesário Bastos, onde não tinha outro comércio e ficou lá por cerca de um ano. Mas, a fiscalização começou a pressionar e ele teve que sair novamente do local.

"No início deste ano, ao atender o meu último cliente, que tinha um comércio ao lado de uma agência bancária, na mesma avenida, expliquei minha situação e o comerciante me autorizou a montar um ponto fixo em frente ao seu estabelecimento", contou. Assim, Diego pode regularizar a documentação e tirar a licença como vendedor ambulante junto à prefeitura.

PÚBLICO FIEL

Muitas pessoas já conhecem o 'Rapaz dos Sonhos' e são clientes fieis e antigos. Ao passar no ponto - em frente a uma ótica e ao lado de uma agência bancária, elas não hesitam e logo escolhem o sabor de sua preferência.

Um exemplo é a aposentada Maria Edith Rodrigues que elogia a guloseima. "Sou freguesa antiga e sempre venho comprar. Conheço ele desde que vendia com uma cestinha nas ruas do Centro. Meu preferido é o tradicional de creme", salienta.

Outro cliente fiel é o advogado Walter Miguel Romão. "Passo sempre aqui para comprar um sonho que é muito bom. Meus favoritos são os de creme e o de goiabada", destaca.

A massa dos sonhos é feita de forma pré-assada e depois frita. Hoje, os doces já são feitos em um forno industrial, de forma caseira, e com a massa leve e sequinha. Os clientes podem escolher os sabores de creme tradicional, doce de leite, chocolate e o de goiabada. Porém, o mais procurado é o de creme.

"Procuramos fazer os recheios conforme os pedidos do público e, ainda, como são feitos em cada região do País - o de goiabada no nordeste, o de doce de leite e o de creme no sudeste". Uma novidade será um recheio a ser lançado em breve, o sonho com recheio de nata, da região sul.

"Pretendo crescer aos poucos e, ainda, manter um funcionário fixo e que seja atencioso com o público", completou. O 'Rapaz dos Sonhos' já vende, em média, 200 doces ao dia. Esta é a sua única fonte de renda para manter a sua família - a esposa e quatro filhos, e ainda, pagar o aluguel de sua casa.

Diego também faz entregas na região central e aceita encomendas. Interessados podem entrar em contato pelo telefone (11) 9-9176-2602 (Whatsapp) ou pelo Facebook "Rapaz dos Sonhos-Itanhaém". O atendimento do 'Rapaz dos Sonhos' Funciona de segunda a sábado, no horário das 10 às 21h, na Avenida Condessa de Vimieiros, no centro de Itanhaém.