Cotidiano

Quase 200 presos não voltaram da 'saidinha' no Litoral de SP; veja cidades

Dos dias 11 a 17 deste mês, o Poder Judiciário autorizou a saída temporária de reeducandos do regime semiaberto

Da Reportagem

Publicado em 27/06/2024 às 15:25

Comentar:

Compartilhe:

O benefício é previsto na Lei de Execução Penal / Agência Brasil

Dos 3.385 detentos que tiveram direito ao benefício da saída temporária, a popular 'saidinha’, 199 não retornaram aos presídios da Baixada Santista.

Dos dias 11 a 17 deste mês, o Poder Judiciário autorizou a saída temporária de 1.517 reeducandos do regime semiaberto nas unidades prisionais na cidade de São Vicente, sendo que 83 não retornaram.

Em Mongaguá, saíram 1853, sendo que 115 não retornaram e em Praia Grande saíram 15, sendo que 1 não retornou.

Procurada, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informou que o Poder Judiciário é responsável pelas concessões das saídas temporárias.

O benefício é previsto na Lei de Execução Penal e com as datas reguladas, no Estado de São Paulo, conforme Portaria DEECRIM 02/2019 e suas complementações.

Consequências

É importante lembrar que quando o preso não retorna à Unidade Prisional, é considerado foragido e perde automaticamente o benefício do regime semiaberto, ou seja, quando recapturado, volta ao regime fechado.

 

 

 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Santos terá museu de artes plásticas com entrada gratuita; veja

A expectativa é que obras de Nuno Ramos, Jarbas Lopes e Sergio Romagnolo cheguem a cidade

Diário Mais

Artista usa inteligência artificial e emociona ao mostrar como estariam os Mamonas hoje

Grupo musical morreu em trágico acidente aéreo em 2 de março de 1996

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter