PSDB é líder nas Câmaras da Baixada Santista com 32 cadeiras

Números dos tucanos representam mais de 23% do Legislativo das nove cidades, muito à frente do segundo lugar, o Republicanos

Comentar
Compartilhar
25 NOV 2020Por LG Rodrigues07h00
Praia Grande elegeu um número alto de tucanos para o Legislativo da cidade: foram dez ao todoFoto: Nair Bueno/Diário do Litoral

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) segue favorito na cabeça do eleitorado das nove cidades da Baixada Santista com a mesma força que a legenda continua possuindo quando se trata de eleger o Governo do Estado. A princípio, mais de 30 cadeiras do Legislativo deverão ser ocupadas por tucanos a partir do próximo dia 1º de janeiro de 2021.

Os números revelam que das 136 vagas para as Câmaras dos Vereadores distribuídas entre as nove cidades da Baixada Santista durante as eleições de 2020, 32 delas foram conquistadas por candidatos do PSDB. O 'ranking' de quais legendas mais faturaram votos é completado pelo Republicanos, que vem em segundo lugar com 13 nomes eleitos e em seguida pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) que possui 11 cadeiras garantidas no Legislativo.

Abaixo deste pódio, mas seguindo de maneira bem próxima, estão o Podemos, que elegeu dez vereadores para o mandato que se inicia em 2021 e termina em 2024. Com o mesmo número de vitórias nas urnas estão DEM e MSB, dez para cada.

O PSD obteve nove candidaturas bem-sucedidas. Progressistas e PL conquistaram 8 vagas no Legislativo. O ex-partido do presidente Jair Bolsonaro, o PSL, obteve êxito em eleger apenas 6 vereadores neste ano. Destes, dois se elegeram em Santos, outros dois conquistaram a vitória em São Vicente e os remanescentes se elegeram em Praia Grande e Mongaguá.

O Solidariedade conseguiu quatro nomes com grande apoio favorável dos eleitores caiçaras, mesmo número obtido pelo PTB. Partido do ex-presidente Lula, o PT também não teve grande êxito nas urnas e só conseguiu três cadeiras, duas em Santos e uma outra em Guarujá. O Partido Verde (PV) teve dois nomes eleitos em Peruíbe. Fechando a lista, PSOL, PRTB, Pros, Cidadania, DC e Patriota obtiveram uma vitória cada.

Ao dividir as cadeiras ganhas por uma mesma legenda em cada um dos municípios, o maior destaque se dá em Praia Grande. Com 21 vagas na Câmara dos Vereadores ao todo, o município deu a vitória a nada mais, nada menos, do que dez parlamentares do PSDB, quase metade da composição total de seu plenário. Apenas o Republicanos conseguiu ver a vitória de mais de um candidato no município: foram dois ao todo.

Em Santos, as atenções foram divididas entre PSDB e Progressistas, que elegeram três vereadores cada. Figurinha carimbada durante as últimas eleições na cidade, o MDB passou o domingo (15) de eleição em branco, sem nenhum parlamentar eleito.

São Vicente não colocou mais do que dois vereadores de cada legenda em sua Câmara. Já Guarujá apostou no PSB, com três parlamentares eleitos, e no PTB, que conquistou três lugares no plenário. Cubatão foi outra cidade que decidiu apostar no PSDB com 5 nomes mais votados. Com apenas nove vagas para os vereadores, Bertioga elegeu três do PSDB, três do PSD, dois do Republicanos e um nome do PL.

Itanhaém, Peruíbe e Mongaguá também viram um equilíbrio maior na disputa dos partidos após os resultados das urnas terem sido divulgadas, mas as três cidades também elegeram, juntas, nove políticos tucanos.