Projeto para recuperar carros roubados será implantado na região

A informação foi passada à Comissão de Segurança Pública da União dos Vereadores da Baixada Santista (Uvebs), na manhã de quinta-feira (12)

Comentar
Compartilhar
13 JUN 201417h43

A Baixada Santista será a segunda região do Estado de São Paulo a ter o Projeto Radar. Por meio desta iniciativa, a Polícia Militar espera recuperar, com maior rapidez e eficiência, veículos roubados e furtados. A informação foi passada à Comissão de Segurança Pública da União dos Vereadores da Baixada Santista (Uvebs), na manhã de quinta-feira (12).

A comissão participou de reunião com o Comando de Policiamento do Interior-6, em Santos. Os coronéis Ricardo Ferreira de Jesus (comandante do CPI-6) e Luiz Carlos Pereira Martins (subcomandante do CPI-6) receberam os vereadores, ouviram suas reivindicações e também pediram apoio dos Legislativos Municipais em questões sobre segurança pública.

"O objetivo deste encontro é estreitarmos as relações com o comando da Polícia Militar de nossa região e levarmos as pautas da segurança para nossas Câmaras", explicou o vereador de Mongaguá Rafael Redó, presidente da Uvebs.

Os vereadores expuseram aos comandantes os problemas de suas cidades e tiraram dúvidas sobre a Operação Delegada e sobre a distribuição de policiais e aumento de efetivo na região.

A Baixada Santista será a segunda região do Estado de São Paulo a ter o Projeto Radar (Foto: Luiz Torres/DL)

Entre os temas tratados, o comandante do CPI-6 anunciou aos vereadores que está em estudo a instalação de um equipamento na Baixada que permitirá a recuperação de veículos roubados. "Este protótipo recebe as informações das câmeras de trânsito e as repassa codificadas à Polícia Militar. Um sistema reconhece imediatamente um carro roubado ou furtado", explicou.

O Projeto Radar existe apenas em Guarulhos e a segunda região a recebê-lo será a Baixada Santista. "Teremos uma reunião na próxima semana para verificar a calibragem das câmeras. E esta inovação é sem custo, porque se utiliza de equipamentos que já estão instalados nas vias", acrescentou o coronel.

Projeto Radar

A iniciativa utiliza as câmeras de monitoramento de trânsito integradas com o banco de dados de carros roubados e furtados do estado. Quando um veículo nesta situação passa pelo local monitorado, um alerta é enviado instantaneamente para o tablet das viaturas que estão próximas ao local. Com isso, os policiais vão em busca do veículo, para interceptá-lo e fazer a averiguação.