Projeto de Proteção de Raios no Estádio Municipal é homologado pelo Condesb

A obra está orçada em R$ 185,5 mil e visa atender as exigências da Associação Brasileira de Normas Tecnicas (ABNT)

Comentar
Compartilhar
25 MAR 201516h37

O Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista (Condesb) homologou projeto aprovado pelo Conselho de Orientação do Fundo para a realização da obra do Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas (SPDA), no Estádio Municipal Antônio Fernandes. O anúncio foi feito na tarde de terça-feira (24), durante reunião ordinária do Condesb, na sede da Agência Metropolitana da Baixada Santista (Agem), em Santos.

A obra está orçada em R$ 185.652,24 e visa atender as exigências da Associação Brasileira de Normas Tecnicas (ABNT). O sistema adotado é o Franklin (uso de captores pontiagudos colocados em mastros verticais para se aproveitar os efeitos das pontas), pois oferece maior segurança e confiabilidade diante das características do local.

No total, a obra contará com nove hastes de 20 metros de altura fixadas em fundação própria no terreno. Dessas hastes, três serão instaladas do lado direito e três do lado esquerdo do campo. Uma haste será instalada atrás de cada gol e outra será instalada na arquibancada.