Programa Santos Novos Tempos entrará em nova fase

A segunda fase do Programa Santos Novos Tempos terá início no final deste mês, com a preparação da área para a dragagem do Rio São Jorge.

Comentar
Compartilhar
20 JAN 201411h12

A primeira etapa da segunda fase do Programa Santos Novos Tempos terá início no final deste mês, com a preparação da área para a dragagem do Rio São Jorge, na Zona Noroeste. A intervenção abrange três mil metros de extensão entre a foz do canal da rua Roberto Molina (divisa do Bom Retiro e Santa Maria) até a confluência dos rios do Bugre com o Casqueiro.

A previsão é de que sejam retirados de 165 mil m³ de sedimentos e aumento da profundidade do leito do canal de 40 cm até cerca de 3 metros. O prazo é de 18 meses e o custo dos serviços atinge R$ 16,4 milhões. A obra, de responsabilidade da empresa Submar (vencedora da licitação), conta também com apoio da firma Allonda.

Todo o material recolhido passará por um tratamento químico separando a parte sólida da líquida. Ele irá direto da draga para um sistema chamado geotube, evitando contaminação. “É uma tecnologia moderna já utilizada em outras obras no país e, mais recentemente, pela Embraport, no sistema de dragagem do Porto”, ressaltou Leo Cesar Mello, da Allonda.

“É uma metodologia aprovada pelos órgãos ambientais e que permite a remoção e retenção dos resíduos sólidos e o tratamento da água, que retorna limpa”, completa o engenheiro Antonio Carlos Gonçalves, do Setor de Planejamento de Controle de Projetos do ‘Santos Novos Tempos’.

O ‘Santos Novos Tempos’ visa eliminar as enchentes na Zona Noroeste e inclui a construção de estações elevatórias, comportas e galerias com implantação de bombas.