Programa Invasão Zero tem nova ação na Ilha Caraguatá

Foram removidas cinco famílias, e outras duas remoções ocorreram nesta quinta-feira (26). Cinco residências irregulares foram demolidas na Rua Cubatão

Comentar
Compartilhar
26 JUL 2018Por Da Reportagem20h50

Dentro do Programa Invasão Zero, iniciado em janeiro de 2017 com o objetivo de coibir novas invasões em áreas de preservação permanente, foi realizada nesta quarta-feira (25) uma nova ação, desta vez na Ilha Caraguatá. Foram removidas cinco famílias, e outras duas remoções ocorreram nesta quinta-feira (26). Cinco residências irregulares foram demolidas na Rua Cubatão.

Estas ações cumprem instruções das autoridades ambientais, tendo envolvimento do Ministério Público, Delegacia de Polícia, Conselho Tutelar de Cubatão, Polícia Ambiental e da Prefeitura, através das secretarias municipais de Assistência Social e de Segurança Pública e Cidadania. A Assistência Social atuou no sentido de fornecer assistência às famílias, especialmente aquelas em que há crianças.

O progama - Criado em janeiro de 2017, o Invasão Zero nasceu da necessidade de combater as invasões irregulares e "congelar" as favelas da cidade. O trabalho também combate o comércio ilegal de imóveis (barracos e casas de alvenaria), o desvio e furto de materiais de construção e até mesmo de dormentes das linhas férreas, utilizado como base para a construção de barracos sobre o manguezal.

Além da parte de fiscalização, as equipes fazem reuniões com a comunidade, conscientizando as pessoas sobre os benefícios do programa para a população, para que elas mesmas denunciem as ocupações irregulares e reocupações. As ações são também realizadas junto com empresas que têm concessão de uso nesses locais.

Entre outras áreas do Município, o programa já agiu em lugares como Vale Novo, Jardim Costa e Silva, Vila Natal, Vila dos Pescadores, Pilões, Bolsões 7 e 9, Vila Esperança, Vila Noel, a própria Ilha Caraguatá, Vila São José e região do rio Perequê.