‘Programa Integrado de Cultura de Base’ estreia no Cais Vila Mathias

Na ocasião, o grupo realiza apresentação didática para 200 crianças, com repertório clássico e moderno, dirigido ao público infantil

Comentar
Compartilhar
27 FEV 201316h58

Com apresentação do Quarteto de Cordas Martins Fontes, estreia nesta segunda-feira (4), no Cais Vila Mathias (Centro de Atividades Integradas de Santos), o ‘Programa Integrado de Cultura de Base’. A iniciativa, parceria entre as Secretarias de Cultura e Educação, inclui uma série de atividades dirigidas tanto aos alunos do Fábrica Cultural (Secult), quanto aos do Escola Total/ Jornada Ampliada (Seduc).

A exibição do Quarteto, primeira atividade desta parceria, ocorre às 14h30, no Bloco C. Na ocasião, o grupo realiza apresentação didática para 200 crianças, com repertório clássico e moderno, dirigido ao público infantil. O conjunto é formado por Ulisses Nicolai e Adonai Ribeiro (violinos), Erlon Silva (viola) e Rossana Nicolai (violoncelo).

A segunda-feira também será marcada pelo início das aulas dos Núcleos de Formação do projeto Fábrica Cultural. Com isso, alunos das escolas de Música, Artes Visuais e Artes Cênicas (teatro e dança) passarão a ter aulas no Cais Vila Mathias. Além deles, a Secult reservou 110 vagas para crianças de 6 a 14 anos, pertencentes ao programa Escola Total, que poderão participar dos seguintes cursos: Artes Integradas, Iniciação às Artes Visuais, Iniciação às Artes Musicais e Iniciação às Artes Cênicas (teatro e dança).

O Cais Vila Mathias (Centro de Atividades Integradas de Santos) também recebe outros programas como o Escola Total/ Jornada Ampliada (Foto: Divulgação/ Prefeitura Municipal de Santos)

O espaço

Localizado na Avenida Rangel Pestana, 184, ao lado do Arena Santos,  o Cais Vila Mathias é o segundo Centro de Atividades Integradas de Santos (o primeiro, inaugurado em 2010, foi o Cais Colégio Santista). A partir da próxima semana, além dos 800 estudantes de 13 escolas municipais, do Programa Escola Total/Jornada Ampliada, o espaço também abrigará os cursos do Núcleo do Formação do projeto Fábrica Cultural. Com área de 4.230 m² e mais 5 mil m² de espaços externos, o equipamento é composto por três edificações.

O bloco A tem 12 salas de multiuso, refeitório, cozinha, despensa, área de convivência e sanitários. O B abriga o setor administrativo no térreo e auditório no piso superior. O Bloco C é formado por três salas de música e duas de dança, tablado para atividades diversas, galeria e sala de desenhos, setores administrativos, copa e sanitários. As obras incluíram a restauração do conjunto de casas e galpão que pertenceram à City e, posteriormente, à CPFL. Telhados, esquadrias, fachadas, elementos decorativos, janelas e portas, das décadas de 1910 e 1920, foram mantidas com as características originais.