Governo do SP educacao
Governo do SP educacao mob

Programa gratuito faz com que 490 santistas larguem o vício em cigarro

Com duração de três meses, tratamento conta com médicos, enfermeiros, farmacêuticos, psicólogos, nutricionistas, terapeutas ocupacionais e assistentes sociais

Comentar
Compartilhar
20 OUT 2016Por Da Reportagem19h09
No total, 875 moradores já passaram pela iniciativaFoto: Agência Brasil

Quarenta e oito anos ininterruptos sem parar de fumar. Quatro maços de cigarro consumidos por dia. Pelas contas de Francisco Yamakawa, 62 anos, hoje ele teria economizado quase R$ 400 mil, caso não gastasse com o fumo. Há um ano e meio livre do hábito, ele está entre as 490 pessoas que largaram o vício após tratamento no Programa Municipal de Atenção Intensiva ao Tabagista.

No total, 875 moradores já passaram pela iniciativa realizada pela Secretaria de Saúde (SMS) desde o 2º semestre de 2014, baseada nas diretrizes do Programa Nacional de Controle do Tabagismo. Atualmente são 19 unidades que oferecem o serviço gratuitamente, entre policlínicas e ambulatórios de especialidades, que mantêm cadastro permanente ao longo do ano para quem quer abandonar o fumo.

“Daria para comprar um apartamento. Hoje, se eu estivesse fumando, gastaria R$ 600,00 mês. Foi bom para o bolso e para a saúde, pois me sinto melhor, com mais qualidade de vida”, conta, emocionado, ressaltando que conseguiu parar logo na segunda semana de tratamento. Exemplo de superação, ele tem influenciado outras pessoas. “Já indiquei seis amigos para o tratamento”.

Tratamento  

Com duração de três meses, tratamento conta com médicos, enfermeiros, farmacêuticos, psicólogos, nutricionistas, terapeutas ocupacionais e assistentes sociais. Ao ano, são formados quatro grupos de até 15 pessoas, sendo um por trimestre. Pacientes se reúnem em sete sessões com duração de 90 minutos.

“Intensificamos a abordagem cognitiva e comportamental para o pleno apoio aos pacientes na cessação do tabagismo, além da terapia por medicamentos, conforme prescrição médica. O objetivo é reduzir a incidência e prevalência de doenças relacionadas ao cigarro”, explica o coordenador do programa, o enfermeiro Renato Aparecido Dutra Matos. Após o término e conforme necessidade, o paciente é encaminhado a outros serviços e programas da rede.

Monoxímetro

Um dos recursos utilizados é o aparelho monoxímetro, que mede as concentrações de monóxido de carbono em partículas por milhão (ppm). Quanto maior a concentração, maior a dependência do cigarro e de riscos de doenças associadas ao tabagismo.

Como participar

O interessado precisa morar em Santos, ser maior de 18 anos e ir à unidade mais próxima de sua residência com o cartão SUS, RG e comprovante de residência. No local é feito cadastro e posterior triagem com equipe multidisciplinar para conhecer o perfil do paciente e identificar o grau de dependência de nicotina, outros derivados de tabaco no organismo e doenças crônicas associadas.

Dona de casa querer parar para dar o exemplo

Em tratamento há uma semana, a dona de casa Raquel Virgínia de Oliveira, 28, é a mais jovem participante do grupo da Policlínica do São Manoel e Piratininga. Começou o hábito aos 14 anos, na escola.

“Achava que para ser aceita como legal tinha que fumar”. Mas dois motivos a levaram a colocar um ponto final no vício: dar exemplo ao filho de 7 anos e o falecimento de sua mãe, há um ano e sete meses, em decorrência de doença cardíaca. “Vou parar enquanto ainda sou nova. Estar no grupo é um incentivo, uma troca. Estou há três dias sem fumar”, conta ela, que consumia de dez a 20 cigarros/dia.

Unidades que iniciam novos grupos neste mês

Interessados devem comparecer nas unidades até essas datas, com 30 minutos de antecedência, com cartão SUS, RG e comprovante de endereço.

Dia 26 – Policlínica Bom Retiro, às 14h
(Rua João Fracarolli s/nº - tel. 3299 7669)

Dia 27 – Policlínica Vila São Jorge e Caneleira, às 14h
(Rua Francisco Ferreira Canto, 351, São Jorge – tel. 3299-8314)

Unidades que contam com o programa:

USF Piratininga
USF São Manoel/Piratininga
Policlínica Alemoa/Chico de Paula
Policlínica Vila São Jorge e Caneleira
Policlínica Bom Retiro
USF Vila Nova
Policlínica Embaré
Policlínica Gonzaga
Policlínica Vila Mathias
Policlínica Aparecida
Policlínica Ponta da Praia
USF Monte Cabrão
USF Caruara
USF Morro da Penha
USF Morro do São Bento
Policlínica e Pronto Atendimento do Morro Nova Cintra
USF Centro de Saúde Martins Fontes
Ambesp Centro
Ambesp Zona Noroeste