Professores podem consultar resultados da segunda etapa de concurso

Candidatos já têm acesso ao desempenho na prova dissertativa e ao resultado da avaliação de títulos no certame da Secretaria da Educação que, no total, abre 59 mil vagas

Comentar
Compartilhar
26 DEZ 201312h40

A Secretaria da Educação do Estado acaba de divulgar os resultados da segunda etapa do maior concurso da história do magistério paulista. Os candidatos podem verificar agora o desempenho na prova dissertativa e também a avaliação de títulos. Esta consulta é individual e para ter acesso é preciso informar o CPF no site da FGV, empresa responsável pela realização do certame.

No Diário Oficial do último dia 21 foram publicadas as orientações sobre as consultas. Saiba mais no Portal da Educação: www.educacao.sp.gov.br.

No dia 12 de dezembro, os candidatos puderam verificar os resultados das questões objetivas. A aprovação nesta primeira etapa garantiu a correção da parte dissertativa. Os resultados agora serão avaliados e a previsão é que a classificação geral seja divulgada até o final de janeiro.

“Esta ação faz parte da política de valorização do professor, uma das prioridades da nossa gestão. Já para o próximo ano pretendemos chamar 20 mil profissionais. Ao todo são 59 mil vagas para o maior concurso da história", afirma o secretário da Educação, professor Herman Voorwald.

A Secretaria da Educação do Estado acaba de divulgar os resultados da segunda etapa do maior concurso da história do magistério paulista (Foto: Reprodução)

As provas foram aplicadas no dia 17 de novembro. Ao todo, foram registrados 322,7 mil inscritos, um recorde em comparação ao último concurso de 2010, quando foram 260 mil inscrições (elevação de 24,1%).

O concurso é voltado a educadores que atuam nos anos finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio das disciplinas de Arte, Biologia, Ciências Físicas e Biológicas, Educação Física, Física, Filosofia, Geografia, História, Língua Espanhola, Língua Inglesa, Língua Portuguesa, Matemática, Química, Sociologia ou para atuar nas áreas da Educação Especial.

O salário de um professor que leciona para classes de anos finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, com jornada de 40 horas semanais, é de R$ 2.257,84, podendo chegar a R$ 6.390,78 de acordo com a evolução funcional. A rede estadual paulista tem uma política salarial que prevê um aumento escalonado de 45% até o ano que vem. Em 2014, a remuneração inicial deste docente chegará a R$ 2.415,89. O valor do piso pago pelo Estado de São Paulo é 44% superior ao piso nacional.