Professores nomeados têm até sexta-feira para agendar perícia médica

A partir de agora, docentes devem marcar exames pela internet; no início do mês Secretaria da Educação divulgou lista com 22,8 mil docentes

Comentar
Compartilhar
11 JUN 201413h16

Os 22,8 mil professores nomeados pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, no último dia 3 de junho, têm até a próxima sexta-feira (13) para agendar a perícia médica. O processo de admissão é feito pelo Departamento de Perícias Médicas do Estado. A novidade é que agora os docentes precisam agendar a data do exame via internet.

No novo sistema informatizado, o professor deve enviar duas fotos 3x4 e o RG original com fotografia recente. Além disso, são exigidos alguns exames médicos. As orientações estão publicadas na edição de 31 de maio do Diário Oficial do Estado e também no Portal da Educação.

Os novos ingressantes participaram do maior concurso da história do magistério paulista, realizado em novembro, e que prevê a contratação total de 59 mil professores. Já são cerca de 38 mil nomeados desde o início deste ano. A primeira chamada foi feita em janeiro com 15 mil docentes.

Os 22,8 mil professores nomeados têm até a próxima sexta-feira (13) para agendar a perícia médica (Foto: Divulgação)

Reajuste de 7% em julho

Hoje, o salário de um professor que leciona para classes de anos finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, com jornada de 40 horas semanais, é de R$ 2.257,84, podendo chegar a R$ 6.390,78 de acordo com a evolução funcional.

A partir de julho, todos os 400 mil professores e servidores da rede estadual de ensino, ativos e aposentados, receberão um novo aumento de 7%. É o quarto reajuste desde 2011 e faz parte de uma Política Salarial inédita da Secretaria para os funcionários da rede estadual de ensino paulista e que garante uma ampliação salarial de 45%.

Com o novo aumento salarial, um educador que leciona do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio terá a remuneração reajustada para R$ 2.415,89. O valor é 42% superior ao piso nacional (que é de R$ 1.697).