Professores de Santos podem se candidatar a pós-graduação com auxílio financeiro

São cinco vagas de mestrado, com subsídio mensal de R$ 1,3 mil, e duas de doutorado, com o aporte de R$ 1,6 mil/mês

Comentar
Compartilhar
18 JUN 2021Por Da Reportagem11h00
Desde 2014, 57 profissionais se formaram por meio da iniciativa. Atualmente, a ação conta com quatro servidores com estudos em andamento.  Desde 2014, 57 profissionais se formaram por meio da iniciativa. Atualmente, a ação conta com quatro servidores com estudos em andamento.  Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Professores da rede municipal interessados em cursar pós-graduação ‘stricto sensu’ com auxílio financeiro da Prefeitura têm até 15 de julho para se candidatar ao Programa Mestre-Aluno. São cinco vagas de mestrado, com subsídio mensal de R$ 1,3 mil, e duas de doutorado, com o aporte de R$ 1,6 mil/mês.

Desde 2014, 57 profissionais se formaram por meio da iniciativa. Atualmente, a ação conta com quatro servidores com estudos em andamento.  

INSCRIÇÕES

As inscrições devem ser realizadas, presencialmente, no Departamento Pedagógico da Secretaria de Educação (Seduc), localizado na Praça dos Andradas, 31, Centro. 

O candidato precisa comprovar matrícula em curso de pós-graduação stricto sensu, na respectiva área de atuação no magistério público municipal, na modalidade mestrado ou doutorado, ministrado por instituição de ensino superior pública ou privada, reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). 

A documentação obrigatória para a inscrição e demais orientações sobre o processo seletivo podem ser conferidas no Edital 01/2021 - Seduc, publicado no Diário Oficial do dia 9 de junho. (https://diariooficial.santos.sp.gov.br/edicoes/leitura/mobile/2021-06-09/23)

ANÁLISE 

A concessão do benefício será analisada e aprovada por uma comissão julgadora formada por professores mestres e doutores da Seduc. Serão analisados os documentos, comprovação dos requisitos e condições exigidas, média aritmética das disciplinas do histórico escolar da graduação, avaliação de desempenho do funcionário do ano anterior, vinculação do projeto de pesquisa a problemas, situações, experiências e fatores ligados à realidade da educação no Município, caráter inovador ou original da abordagem do projeto de pesquisa, consistência, coerência, clareza e qualidade do trabalho.

Os pedidos de bolsa de estudo que alcançarem nota igual ou superior a 60 pontos e não receberem zero em nenhum quesito serão classificados. O resultado será divulgado no Diário Oficial.