Professores de Cubatão param 24h nesta terça-feira

O movimento foi decidido em assembleia realizada no dia 5 deste mês; educadores farão concentração e protestos

Comentar
Compartilhar
12 FEV 2019Por Glauco Braga09h00
Os professores já fizeram uma paralisação no dia 5, mas as aulas foram suspensas pela PrefeituraFoto: Divulgação

Os 1,3 mil professores da rede municipal de ensino de Cubatão entram em greve de 24 horas, hoje, dia 12, nas 55 escolas da Cidade. Eles reivindicam recomposição salarial referente à redução de 30% dos proventos do Infantil e Fundamental 1, o fim dos processos de desaposentadoria, a garantia de aposentadoria sobre a jornada total e o pagamento do piso nacional do magistério para o infantil 1 e condições dignas de trabalho, pois alegam que as escolas do município estão destruídas. São pouco mais de 15 mil alunos.

A paralisação foi decidida em assembleia realizada no dia 5 deste mês. Os professores dizem que o prefeito Ademário Oliveira está promovendo um desmonte no educação da Cidade.

Os professores fazem uma concentração no Paço Municipal, às 9 horas, e uma passeata às 10h30, pelas ruas de Cubatão. À tarde, às 14 horas, os educadores reúnem-se novamente e, às 15 horas, realizam outra passeata pelo Centro. Às 16 horas, eles fazem um ato na Câmara ­Municipal.     

A greve foi comunicada à Administração Municipal no dia 8. No documento protocolado, o sindicato da categoria justifica o movimento em função da perda de 30% nos vencimentos dos professores da Educação Infantil I, Educação Infantil II e Ensino Fundamental I com o fim da Gratificação de Nível Superior, considerada ­inconstitucional.

A entidade lamenta que o pagamento das férias, que aconteceu dia 30 de janeiro, não levou em conta a média dos vencimentos no período aquisitivo; que os professores do Ensino Fundamental II que atuam em Ampliação de Jornada não contribuem integralmente ao Fundo Previdenciário, acarretando prejuízos na aposentadoria dos educadores e prejuízos ao equilíbrio do Fundo; e o não pagamento do piso nacional eles param por um dia.

Seduc

Procurada pela Reportagem do Diário do Litoral, a Secretaria de Educação informou: “A secretária municipal de Educação, Márcia Terras, reconhece o direito à greve, assim como também o direito das crianças e dos professores que querem trabalhar.

“Por isso, cabe à Secretaria de Educação assegurar o direito dos professores, que não querem aderir à paralisação, garantindo às equipes gestoras (diretores, assistentes de diretor, coordenadores e orientadores pedagógicos) organizarem as escolas para atender as crianças e os professores”. De acordo com a Seduc, o transporte escolar e a merenda nas escolas da rede estão mantidos nesta terça-feira (hoje)”.

Cursos

A Prefeitura de Cubatão via Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Semes) abre inscrições para diversas modalidades de 12 a 15 de fevereiro. A partir das 8h, a Semes fará distribuição de senhas para aqueles que estiverem na fila. As inscrições ocorrem das 9 às 11h30 e das 13h30 até às 16h30, nos próprios centros esportivos onde ocorrerão as aulas, exceto as do Centro Esportivo Pita, cuja inscrições acontecerão no Centro Esportivo Romerão. Para se inscrever, é preciso levar RG e comprovante de residência. Importante ressaltar que a inscrição só poderá ser feita pelos pais, resonsáveis legais ou pessoas maiores de idade com grau de parentesco com a criança/adolescente. Ainda de acordo com a Semes, haverá limite de inscrição de duas modalidades.

Colunas

Contraponto