Banner gripe

Procon-SP alerta para uso de cartão no período de Carnaval

Pessoas mau-intencionadas podem se aproveitar das aglomerações e distrações para aplicar golpes; se acontecer, faça B.O. o quanto antes

Comentar
Compartilhar
26 FEV 2019Por Da Reportagem11h30
Pessoas mau-intencionadas podem se aproveitar das aglomerações e distrações para aplicar golpes envolvendo cartãoFoto: Divulgação

Para evitar dor de cabeça aos foliões que querem apenas se divertir e curtir o Carnaval, a Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça, alerta para os cuidados no uso de cartão de crédito e débito ao adquirir alimentos e bebidas, especialmente nos locais de grande movimentação.

O assistente administrativo Rodrigo Chico conta que sempre leva dinheiro e cartão junto ao corpo nessas ocasiões. “Não dá pra descuidar em lugares com muita gente. Então, eu sempre coloco o que é de valor próximo do meu corpo e evito levar muita coisa. Assim dá para curtir mais tranquilo”, explica.

Pessoas mau-intencionadas podem se aproveitar das aglomerações e distrações para aplicar golpes envolvendo cartão. Veja as dicas do Procon-SP para evitar problemas:

– Ao entregar seu cartão para pagamento, não o perca de vista. A maquininha deve estar visível e você deve acompanhar a operação. Desconfie caso o cartão seja passado mais de uma vez na máquina;

– Confira os valores expressos no comprovante e se o cartão devolvido é realmente o seu;

– Observe se os números da sua senha estão aparecendo na tela da maquininha quando a digita, isto não pode acontecer;

– Antes de inserir sua senha confira se o valor da conta foi digitado corretamente;

– Nunca empreste seu cartão;

– Memorize a senha e não a guarde junto do cartão;

– Tenha em mãos uma relação de números de telefone para comunicação de roubo ou extravio do cartão.

A professora Maria Aparecida explica que sempre anda com o número do banco. “É importante. Quando aconteceu comigo eu senti falta de não ter o telefone fácil para bloquear e cancelar os cartões. Por isso, eu sempre ando com eles anotado em um papel de fácil acesso”, afirma.

O consumidor que passar por este problema deverá fazer um B.O. e entrar em contato seu banco o mais rápido possível.

Colunas

Contraponto