Procon fiscaliza lojas de brinquedos e roupas no Gonzaga

Ao todo, dez fiscais já visitaram, desde segunda-feira (8), 26 estabelecimentos comerciais, incluindo os do shopping Praiamar, na Aparecida

Comentar
Compartilhar
10 OUT 2018Por Da Reportagem15h48
A operação segue nesta quarta (10), no comércio do Centro, e quinta (11), véspera do Dia das Crianças, no Supercentro BoqueirãoA operação segue nesta quarta (10), no comércio do Centro, e quinta (11), véspera do Dia das Crianças, no Supercentro BoqueirãoFoto: Divulgação/PMS

Brinquedos com selo do Inmetro; produtos expostos nas vitrines com preço; validade; faixa etária; política de troca e disponibilização do Código de Defesa do Consumidor para consulta foram os principais pontos fiscalizados nesta terça-feira (9) pelo Procon-Santos e pela Fundação Procon-SP em 13 lojas de brinquedos e de vestuário infantil de ruas e shoppings do Gonzaga.

Ao todo, dez fiscais já visitaram, desde segunda-feira (8), 26 estabelecimentos comerciais, incluindo os do shopping Praiamar, na Aparecida.

Até o momento, duas lojas foram autuadas por comercializar produtos sem selo do Inmetro e sem constar informações em língua portuguesa. "O trabalho de fiscalização beneficia os consumidores, que se sentem mais protegidos, e os comerciantes, que cumprem a legislação", afirmou o coordenador do Procon-Santos, Rafael Quaresma, ressaltando a pesquisa de preço feita pela Fundação e que apontou variação grande. "É importante que o consumidor pesquise e não compre por impulso".

Entre as lojas visitadas pelos fiscais estava a Xicko's Brinquedos, unidade do Gonzaga. "Aqui na loja, trabalhamos com produtos com selo do Inmetro. É importante essa fiscalização, pois o cliente vê que trabalhamos com produtos corretos e de qualidade", disse a gerente Silvanete Reis Alves.

A operação segue nesta quarta (10), no comércio do Centro, e quinta (11), véspera do Dia das Crianças, no Supercentro Boqueirão.