X
Cotidiano

Primeira morte de macaco por febre amarela é confirmada em Peruíbe

O animal infectado foi encontrado junto a outro, em uma área de mata no bairro Guaraú. É o primeiro caso confirmado na região

Em reunião no último dia 15, o prefeito Luiz Mauricio divulgou que 87% da meta de vacinação na cidade havia sido alcançada / Divulgação/PMP

Exame realizado pelo Instituto Adolfo Lutz confirmou que um macaco bugio encontrado morto no dia 6 de março em Peruíbe estava com febre amarela. O animal infectado foi encontrado junto a outro, em uma área de mata no bairro Guaraú, região pertencente à Unidade de Conservação Estação Ecológica Juréia-Itatins.

Na cidade, três macacos já foram encontrados mortos. Como dois deles estavam em estado avançado de decomposição, a realização do teste para identificar o vírus não pode ser realizada.

Em Peruíbe, quatro pessoas estão com suspeita de febre amarela. A Superintendência de Controle de Endemias (SUCEN) deverá realizar uma pesquisa entomológica nas imediações. Além disso, serão intensificadas as ações de vacinação na área, durante toda a semana, segundo a Prefeitura de Peruíbe.

Em outra cidade

Em 2 de março, foi confirmada a presença do vírus da febre amarela em um macaco encontrado morto no limite das cidades de Pedro de Toledo e Iguape, na região do Vale do Ribeira. Os municípios dedicaram atenção especial à imunização da população do bairro Despraiado.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Taça das Favelas Guarujá abre inscrições

Torneio promete mobilizar mais de mil adolescentes de comunidades da cidade

INAUGURAÇÃO

Interior de São Paulo inaugura maior parque aquático do Brasil

O Thermas Acqualinda utilizará o sistema de pulseiras NFC e aplicativo para pagamentos, caixas de atendimento expresso, armários automatizados e fila virtual

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software