Primeira fase do VLT será entregue em obras

Governador vem a Santos hoje (31) entregar mais quatro estações; EMTU afirma que trecho entre Barreiros e Porto entrará em operação amanhã (1º)

Comentar
Compartilhar
31 JAN 2017Por Diário do Litoral08h00
No trecho entre a Estação Mascarenhas de Moraes e o viaduto da Rodovia dos Imigrantes, em São Vicente, os trabalhos estão muito atrasadosFoto: Rodrigo Montaldi/DL

Ainda em obras, o governador Geraldo Alckmin entrega hoje (31) as quatro últimas estações da primeira etapa do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). Apesar de a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) afirmar que a linha entre o Terminal Barreiros, em São Vicente, e a Estação Porto, em Santos, entrará em operação amanhã (1º), a correria para finalizar os serviços é grande em muitos trechos nas duas cidades.

“Fica pronta?”, pergunta a Reportagem a um dos operários que atuam na obra do VLT. “Estão querendo”, responde o trabalhador em tom de humor. O Diário do Litoral percorreu no final da tarde de ontem (30) todas as estações da primeira fase do modal. Apenas o trecho entre a Estação Mascarenhas de Moraes, em São Vicente, e a Estação Bernardino de Campos, em Santos, está em operação.

Entre a Estação Mascarenhas de Moraes e o viaduto da Rodovia dos Imigrantes, em São Vicente, a correria dos trabalhadores é para finalizar os canteiros que margeiam os trilhos. Ainda há muita coisa a se fazer e os tratores andam de um lado para o outro.

Próximo a Estação Washington Luís, uma das que será entregue hoje pelo governador – Barreiros, Washington Luis e Porto são as demais -, alguns trabalhadores realizam serviços de calçamento e soldam parte dos trilhos. Outros lavam o chão da estação e limpam os painéis eletrônicos.

Na Estação Conselheiro Nébias, uma das mais simples da primeira fase, ainda não há catracas e faltam muitos ajustes.

A cerimônia de entrega das estações será realizada hoje, às 10 horas, na Estação Ana Costa, que fica na Avenida Francisco Glicério, altura do nº 193, em Santos.

Obra

A operação do VLT da Baixada Santista teve início em abril de 2015 (o primeiro prazo era junho de 2014) e atualmente das 15 estações previstas no trecho entre Barreiros, em São Vicente, e Porto de Santos, 11 foram entregues e nove já estão em operação em 6,5 km de via que ligam as duas cidades. O trecho completo, que tem 11 km de extensão e entrará em operação amanhã, segundo a EMTU, tinha previsão de entrega em outubro.  A obra teve início em maio de 2013.

Integração municipal segue sem prazo

Prevista para o final do ano passado, a integração dos ônibus municipais de Santos e São Vicente com o VLT ainda segue sem prazo para efetivação. Atualmente apenas as linhas intermunicipais estão interligados ao sistema.

A EMTU informou que os convênios para a integração do VLT com as linhas municipais de São Vicente e Santos estão em análise pelos municípios.

De acordo com a Prefeitura de Santos os estudos para a integração das linhas municipais com o VLT estão avançados, porém sujeitos à validação de um grupo de trabalho que envolve a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e a EMTU. “Por este motivo ocorrem reuniões semanais para tratar deste e dos demais assuntos relativos ao VLT”, afirmou a Administração Municipal por meio de nota.

A Secretaria de Trânsito e Transportes de São Vicente informou que vem se reunindo com a Cooperlotação e as associações de transporte alternativo para buscar um consenso sobre a integração com o VLT, o que inclui padronização de bilhetagem e readequação de algumas linhas.