Presidente da Câmara de Cubatão pede retomada da Frente de Trabalho

Rodrigo Alemão (PSDB) apresentou requerimento, na sessão de ontem, que pede ao Executivo a retomada do programa em caráter emergencial

Comentar
Compartilhar
11 MAI 2017Por Da Reportagem10h30
Vereadores prometeram à Comissão de Desempregados, na segunda-feira, estudar lei garantindo que vagas de emprego abertas por empresas locais sejam oferecidas no PATVereadores prometeram à Comissão de Desempregados, na segunda-feira, estudar lei garantindo que vagas de emprego abertas por empresas locais sejam oferecidas no PATFoto: Rodrigo Palassi/Câmara de Cubatão

O presidente da Câmara, Rodrigo Alemão (PSDB), apresentou ontem (9), durante a 14ª. sessão ordinária, um requerimento que pede ao Executivo que retome, em caráter emergencial, o programa Frente de Trabalho no município. A solicitação do chefe do Legislativo atende a uma das reivindicações da Comissão de Desempregados, que se reuniu com os vereadores na última segunda (8).

“Hoje, vivemos uma calamidade econômica no país, estamos acompanhando essa situação diariamente pelas mídias e também temos vivido isso de perto em nossa cidade, vendo vizinhos e parentes sofrendo com a falta de emprego”, disse Rodrigo Alemão.

Além de oferecer uma oportunidade de emprego, a Frente de Trabalho promove cursos de qualificação profissional aos participantes do programa. O presidente da Câmara lembrou que a iniciativa já funcionou em outras gestões e contribui para amenizar o sofrimento de muitos desempregados, principalmente as mulheres que apresentam maior dificuldade de inserção no mercado de trabalho em Cubatão.

O requerimento de Rodrigo Alemão foi aprovado por unanimidade pelos vereadores.
 
Comissão de Desempregados

Na conversa com a Comissão de Desempregados, os vereadores se comprometeram a realizar uma reunião com o objetivo de estudar a criação de uma lei municipal que garanta que todas as vagas de trabalho oferecidas por empresas locais sejam disponibilizadas no Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT). O encontro deve reunir representantes do Ciesp, OAB, ACIC e Prefeitura.

A Comissão de Desempregados apresentou uma lista de reivindicações aos parlamentares, entre elas: realização de um feirão do Emprego; criação de passe livre de transporte, restaurante Bom Prato; frentes de trabalho e cursos de qualificação profissional. Os trabalhadores querem, também, a criação de uma política de atração de novas empresas para Cubatão.