Prefeitura mantém recolhimento de materiais deixados em ruas do Centro de Santos

Colchões, sofás, lonas, papelão, carrinhos de supermercado, peças de roupa, pedras, garrafas e pedaços cortados de madeira e de vidro estiveram entre os objetos recolhidos

Comentar
Compartilhar
23 ABR 2019Por Da Reportagem00h30
As ações ocorrem nas segundas, terças e quintas-feiras nos períodos da manhã e da tardeAs ações ocorrem nas segundas, terças e quintas-feiras nos períodos da manhã e da tardeFoto: Divulgação/PMS

Agentes da Subprefeitura do Centro e da Guarda Municipal, acompanhados de profissionais da empresa Terracom (responsável pela limpeza urbana do Município), realizaram nesta segunda-feira (22) mais uma ação para recolhimento de objetos deixados por pessoas em situação de rua em vias públicas.

Pela manhã, as equipes atuaram nas ruas São Francisco, Braz Cubas e Amador Bueno, no Centro; Visconde do Embaré e São Bento, no Valongo, e Doutor Cóchrane e Henrique Dias, na Vila Nova.

Colchões, sofás, lonas, papelão, carrinhos de supermercado, peças de roupa, pedras, garrafas e pedaços cortados de madeira e de vidro estiveram entre os objetos recolhidos sob consentimento de quem os mantinha ou quando encontrados abandonados.

As ações ocorrem nas segundas, terças e quintas-feiras nos períodos da manhã e da tarde, e às sextas-feiras pela manhã. "Por dia, recolhemos cerca de três toneladas de material, o que representa um caminhão cheio", diz o subprefeito Cláudio Trovão, que explica a relação com a população abordada: "eles acabam acumulando muita coisa e fazendo acampamentos em vias públicas, o que é ilegal. Então, ficam com todos os pertences pessoais e o resto é recolhido. Também são orientados sobre os programas assistenciais da Secretaria de Desenvolvimento Social".