Prefeitura já matriculou 132 pessoas nos cursos do Pronatec

A prefeitura já conseguiu matricular 132 pessoas em cursos de preparação para o trabalho do Pronatec (Programa Nacional de Acesso Técnico e Emprego).

Comentar
Compartilhar
21 OUT 201311h06

A prefeitura já conseguiu matricular 132 pessoas em cursos de preparação para o trabalho do Pronatec (Programa Nacional de Acesso Técnico e Emprego) - que abriram inscrições em outubro. Esses estudantes vivem em condições de vulnerabilidade social e são atendidos nos Cras (Centro de Referência de Assistência Social) e Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social).

A qualificação vai ajudá-los a conseguir emprego e ampliar a renda familiar. São 119 pessoas em 13 cursos ministrados pelo Senai e mais 13 em um curso do Senac. O Plano Brasil Sem Miséria coordena a oferta de vagas de qualificação profissional do Pronatec. São cursos de formação inicial e continuada com duração mínima de 160h. Para participar é preciso ter 16 anos ou mais, estar no CadÚnico (Cadastro Único),ser atendido no Cras ou Creas. Não é preciso ter ensino fundamental completo.

Elogio
Por atender todas as diretrizes do programa Brasil Sem Miséria, a Seas (Secretaria de Assistência Social) foi parabenizada pela equipe da Inclusão Produtiva Urbana, do Ministério do Desenvolvimento Social.

O ofício informa que Santos se destaca entre os municípios que aderiram e ficou em segundo lugar no estado. “Ficamos muito satisfeitos em ver que a equipe envolvida na execução do Pronatec no seu município levou a sério o desafio de buscar melhores rumos para o país, principalmente oferecendo oportunidades a quem mais precisa”, relata o documento.

A coordenadora da Codeso (Coordenadoria de Desenvolvimento Social), Débora Marques, afirma que o reconhecimento estimulará ainda mais a equipe, e a intenção é conveniar outras instituições de ensino técnico em 2014.

Programa é a porta de saída da assistência social
Chegar a esse resultado não foi tarefa simples. Durante quase seis meses, a operadora social Andreia Rodrigues Ferreira se dedicou a uma operação individual.

Primeiro era telefonar para os seis Cras e o Creas divulgando o Pronatec. Depois, conversar com o público, em geral pessoas simples, com dificuldade para abrir conta bancária e até desconhecimento sobre os cursos oferecidos e como poderiam mudar suas vidas.

Assim, num cuidado artesanal, conseguiu as matriculas. “As pessoas que estão nos Cras e no Creas perceberam que o Pronatec é a porta de saída da rede de serviços da assistência social. E que após a qualificação profissional, conseguem aumentar sua renda e deixam de precisar receber benefícios do governo”, diz Andreia.

Matriculados nos cursos atuais do Senai
Cras Rádio Clube - 21
Cras Alemoa - 4
Cras Bom Retiro - 31
Cras Centro - 25
Caruara - 8
Cras Nova Cintra - 17
Cras São Bento - 13
               
Idade dos alunos do Pronatec no Senai
16/17 anos - 12
18 a 29 anos - 37
30 a 39 anos - 46
40 a 49 anos - 17
50 a 59 anos - 07

O Pronatec
Matriculados nos cursos atuais do Senac
Cras Bom Retiro - 5
Cras Nova Cintra - 3
Cras São Bento - 3
Cras Alemoa - 2
 
Idade dos alunos do Pronatec no Senac
18 a 29 anos - 7
30 a 39 anos - 6