Prefeitura elabora plano de ação para ordenar área comercial de Vicente de Carvalho

A iniciativa visa o ordenamento do comércio na Avenida Thiago Ferreira, para que os munícipes possam realizar suas compras com maior comodidade

Comentar
Compartilhar
02 ABR 201415h52

A Prefeitura de Guarujá, por meio da Secretaria de Defesa e Convivência Social, elaborou um plano de ação para a área comercial de Vicente de Carvalho. O principal objetivo da medida é coibir os abusos cometidos ao longo da Avenida Thiago Ferreira.

A ação, que será coordenada por uma equipe da Guarda Civil Municipal, será implantada na primeira quinzena de abril. No entanto, o trabalho de conscientização e orientação será iniciado antes, com as equipes da Prefeitura, que farão panfletagem junto aos comerciantes.

Segundo a coordenadora do plano, Valéria da Silva Amorim, a iniciativa visa o ordenamento da Avenida Thiago Ferreira, para que os munícipes possam realizar suas compras com maior comodidade. “Acreditamos que a ação vai atrair mais clientes, além de colaborar com os comerciantes para que possam melhorar suas vendas e trabalhar com igualdade de oportunidades, fomentando a oferta de trabalho. É a parcela de contribuição do Município para a segurança da Cidade”.

Ainda de acordo com coordenadora, a implantação do Plano contribuirá para o cumprimento do código de postura do Município. Para ela, os resultados serão percebidos a médio e longo prazo. “A previsão é conseguir conscientizar aqueles que precisam fazer alguma adequação em seu comércio. Queremos fazer esse trabalho de conscientização e as notificações necessárias em até 35 dias. O comerciante que não cumprir o prazo será multado.Nos casos mais extremos, terá a mercadoria apreendida”, explicou Valéria.

A ação pretende coibir vendas de CDs e DVDs; regularizar as dimensões dos carrinhos e barracas dos ambulantes e locais autorizados; delimitar o espaço utilizado pelos comerciantes do camelódromo; coibir a poluição sonora; providenciar placas de regulamentação para os bolsões de estacionamento (das 6 ás 10 horas); disciplinar o horário de carga e descarga e disciplinar o horário para colocação e coleta do lixo na via pública.