Prefeitura de São Vicente realiza Audiência Pública sobre a escola cívico-militar

Autoridades do Município, Estado, gestores de escolas e pais de alunos participaram da audiência

Comentar
Compartilhar
06 MAI 2021Por Da Reportagem20h00
Após as apresentações, foi aberto espaço para manifestações da populaçãoApós as apresentações, foi aberto espaço para manifestações da populaçãoFoto: Agência Brasil

A Prefeitura Municipal de São Vicente realizou, nesta quarta-feira (5), a Audiência Pública sobre o Programa da Escola Cívico-Militar. Com mais de quatro horas de duração, o evento foi realizado de forma virtual, em virtude do cenário de pandemia. O evento foi transmitido na página oficial da Prefeitura e no perfil da EMEF Jorge Bierrenbach Senra.

O evento foi aberto pela secretária de Educação, Nívea Marsilli, e a apresentação foi conduzida pelo diretor do Programa de Escolas Cívico-Militares - MEC, tenente-coronel Gilson Passos. Também participaram da fase inicial do evento o deputado estadual Tenente Coimbra e a diretora da EMEF Jorge Bierrenbach Senra, Sônia Laide.

Após as apresentações, foi aberto espaço para manifestações da população. Estiveram presentes representantes do Conselho Municipal da Juventude, Centro dos Estudantes de Santos e Baixada Santista, União Municipal dos Estudantes Secundaristas, União Paulista dos Estudantes Secundaristas, do Sindicato dos Trabalhadores no Magistério e Educação de São Vicente.

Também participaram da audiência professores da rede municipal e da EMEF Jorge Bierrenbach Senra, assim como funcionários e pais de alunos.

O tenente-coronel Gilson Passos agradeceu a participação e ressaltou que a audiência foi democrática, já que todos os lados puderam ser ouvidos.

“Agradeço a participação de todos, reitero a importância desses debates com os participantes e me coloco à disposição, para, futuramente, tirar dúvidas”, afirmou.

A secretária de Educação, Nívea Costa Marsilli, parabenizou a todos pela participação e reiterou o compromisso de responder todas as dúvidas que chegarem na Secult.

“Hoje fizemos um exercício de democracia. Vamos continuar ouvindo os pais e respeitando a opinião das pessoas que conhecem a realidade da escola. Agradeço e parabenizo a todos pela participação”, concluiu.