Prefeitura de São Paulo lança licitação de R$ 2 bilhões para iluminação pública

Está prevista a troca de aproximadamente 620 mil lâmpadas de vapor de sódio ou mercúrio por equipamentos de tecnologia led, com alto poder de iluminação

Comentar
Compartilhar
22 ABR 201517h03

A prefeitura da capital paulista lançou na manhã de hoje (22) um edital de licitação para a renovação da iluminação pública da cidade. Está prevista a troca de aproximadamente 620 mil lâmpadas de vapor de sódio ou mercúrio por equipamentos de tecnologia led, com alto poder de iluminação e baixo consumo e a criação de 76 mil novos pontos de luz nos primeiros cinco anos. A economia de energia é estimada pela prefeitura em cerca de 50%.

O edital, que terá modelo de Parceria Público-Privado (PPP), será publicado amanhã. O contrato  terá validade por 20 anos. A previsão da prefeitura é que sejam investidos na parceria cerca de R$ 2 bilhões, que serão compensados com a economia gerada pela nova tecnologia. Segundo a administração municipal, não haverá aumento de impostos e o edital aceita proposta nacionais e internacionais.

“Esse modelo pode servir para uma mudança de paradigma muito importante. Tem um impacto social, porque afeta a qualidade de vida, incluindo a questão da segurança pública, e tem impacto ambiental [devido à economia de energia]”, destacou o prefeito Fernando Haddad, em entrevista coletiva.

A abertura das propostas acontecerá no próximo dia 23 de junho. Por meio de um chamamento público, ocorrido em outubro de 2013, 41 empresas se inscreveram para apresentar modelos de modernização do parque de iluminação. Dessas, 34 foram autorizadas pela administração municipal a desenvolver estudos.

“Se todo o país seguir esse exemplo e trocar suas lâmpadas por led, e todo país economizar 50% dos custos de energia da iluminação pública, isso terá um impacto bastante considerável. A nossa previsão é que uma pequena termoelétrica poderia ser desligada na troca de 100% do nosso parque. É muito significativo”, disse o prefeito.