Prefeitura de Santos vai construir cinco novas unidades de saúde

O plano prevê, ainda, reforma e ampliação de unidades no Gonzaga, Campo Grande, Marapé, Valongo, Monte Serrat e na Conselheiro Nébias.

Comentar
Compartilhar
24 JAN 201301h08

A prefeitura irá construir cinco novos equipamentos de saúde. Serão duas unidades de Saúde da Família (em Caruara, área continental, e no Centro) e duas Academias de Saúde (Marapé e Centro), além do prédio da Serfis (Seção de Recuperação e Fisioterapia), na Zona Noroeste, em construção.

O plano prevê, ainda, reforma e ampliação de unidades no Gonzaga, Campo Grande, Marapé, Valongo, Monte Serrat e na Conselheiro Nébias.

Segundo o secretário de Saúde, Marcos Calvo, as obras atenderão todas as exigências da Vigilância Sanitária. Serão investidos R$ 3.535.000,00, entre manutenção, construção e reforma de novas unidades. O dinheiro virá de emendas de deputados, da AGEM (Agência Metropolitana da Baixada Santista) e de programas do Ministério da Saúde. "Estamos estudando também o remanejamento de mais verba dentro do nosso orçamento".

Já as obras de construção do Senat da Zona Noroeste, da UBS do Bom Retiro e da ampliação do PS da Zona Leste estão em análise os trabalhos devem ter início ainda este ano.

Serão duas unidades de Saúde da Família (Caruara e Centro) e duas Academias de Saúde (Marapé e Centro), além do prédio da Serfis (foto: Divulgação)

Projetos em estudo

A Secretaria de Saúde analisa, junto com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano, a construção de duas UPAs (Unidade de Pronto Atendimento), para Zona Noroeste e Centro, e de duas UBSs, para Aparecida e Ponta da Praia, em substituição às já existentes.