X

Cotidiano

Prefeitura de Santos cumpre TAC da exploração sexual

Com três ambientes, o Núcleo conta com um assistente social, um terapeuta, um oficial administrativo, um psicólogo e um orientador social

Carlos Ratton

Publicado em 18/09/2018 às 08:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Funciona de segunda à sexta-feira, das 8h30 às 16 horas, dentro do Mercado / Paolo Perillo/DL

A Prefeitura de Santos iniciou ontem o atendimento no Núcleo Integrado de Articulação e Atendimento à Crianças e Adolescentes, que funciona de segunda à sexta-feira, das 8h30 às 16 horas, dentro do Mercado ­Municipal. O ­equipamento foi exigido pelo Ministério Público (MP) dentro Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a Administração, por intermédio da Secretaria de Desenvolvimento Social.

Com três ambientes e ainda com cheiro de tinta, o Núcleo conta com um assistente social, um terapeuta, um oficial administrativo, um psicólogo e um orientador social. Segundo a chefe do Departamento de Articulação da Prefeitura, Suzete Faustina dos Santos, ainda serão realizados ajustes para melhor assistir os menores e familiares.

“Vamos atender crianças e adolescentes em situação de risco (exploração sexual) e vulnerabilidade social. Na quarta-feira, faremos uma reunião com a Secretaria de Saúde para alinharmos algumas possíveis situações. Espero que consigamos minimizar essa triste situação (exploração)”, afirma Suzete, que já adiantou que a Administração já pensa em criar um outro espaço no Mercado para atividades com as crianças e ­adolescentes.

Vale lembrar que a data limite (ontem) foi dada pela promotora da Infância e Adolescência de Santos, Nelisa Olivetti de França Neri de Almeida que, na última sexta-feira (14), havia indeferido segundo pedido de dilação (adiamento) de prazo solicitado pela ­Administração.     

O espaço será o equivalente ao de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, quando a equipe do serviço encaminha crianças e adolescentes para atividades culturais, esportivas e artísticas realizadas por outros segmentos da rede de atendimento do Município. O TAC ocorreu após o Diário ter publicado situações envolvendo as meninas do Centro de Santos.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mundo

Argentina barra acesso de brasileiros alegando 'falso turismo'

Nos últimos dois meses, diversas universitárias relataram terem sido barradas no aeroporto por autoridades argentinas

Diário Mais

Por que algumas pessoas fazem o sinal da cruz ao passar por um cemitério?

Gesto tem explicação religiosa

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter