Prefeitura de Itanhaém reforça investimento na limpeza das ruas e rios

O prefeito mantém contato com a Secretaria de Serviços e Urbanização para que as vias de escoamento das águas das chuvas estejam limpas e desobstruídas.

Comentar
Compartilhar
14 FEV 201322h37

Para manter a limpeza das ruas e rios da Cidade, a Prefeitura de Itanhaém vai reforçar a estrutura da Secretaria de Serviços e Urbanização ao longo de 2013 com uma séria de medidas. A primeira é a contratação de serviços de varrição nas regiões comerciais, para recolher resíduos sólidos que costumeiramente entopem galerias. Ao mesmo tempo, também está em andamento o processo seletivo para contratar 200 ajudantes gerais para serviços externos. Outro investimento será a aquisição de dois equipamentos de varrição, no valor de R$ 160 mil. Neste contexto, haverá também ações de conscientização aos moradores que despejam resíduos de construção, jardim e poda de árvores nas vias públicas.

O período de chuvas está sendo marcado por poucas e isoladas ocorrências de alagamentos em Itanhaém. E mesmo esses raros alagamentos escoam rapidamente. O motivo é a manutenção constante e frequente de valas, canais, córregos e rios do Município por parte da Secretaria de Serviços e Urbanização.

“A atuação constante das equipes do setor é fundamental para permitir que as águas pluviais desçam em direção ao Rio Itanhaém”, avaliou o prefeito Marco Aurélio Gomes, em reunião com o secretário da pasta, Vinicius Camba.

Nas vias urbanas, a manutenção é feita diariamente nas galerias que transportam as águas das chuvas em direção ao rio. Nos bairros, as principais artérias de drenagem são os cinco rios (Montevideo, Campininha, Bicudo, Poço e Cavussu), que passam por serviços semestrais de limpeza. A meta da secretaria é reduzir esse intervalo para quatro meses, desobstruindo os rios da vegetação acumulada e dos resíduos sólidos. As valas nas margens das estradas Coronel Joaquim Branco e Gentil Perez, das principais avenidas e do trecho de ferrovia também são limpas frequentemente.

Neste mês, a Secretaria de Serviços e Urbanização concentrou esforços em uma das regiões que alagam com mais frequência no Centro: o cruzamento da Avenida João Batista Leal com a Rua Capitão Mendes, na esquina onde se situa a Escola Municipal Leonor Mendes de Barros II. O cruzamento é uma baixada e recebe as águas pluviais de diversas quadras. Dali, a água escoa para o norte, em direção ao braço do rio, ao lado do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) e em direção ao sul, pela vala paralela à via férrea, que desagua no Rio Itanhaém.