Prefeitura de Guarujá realiza ação para inibir aglomerações nas praias do Sangava e Cheira Limão

Em parceria com a Polícia Militar e Prefeitura de Santos, a fiscalização foi realizada na entrada do terminal marítimo de passageiros da Ponte Edgard Perdigão, na Ponta da Praia

Comentar
Compartilhar
18 ABR 2021Por Da Reportagem09h01
*Imagem meramente ilustrativa.*Imagem meramente ilustrativa.Foto: Tânia Rêgo/AB

Fiscais da Prefeitura de Guarujá realizaram neste sábado (17), uma força-tarefa para impedir o acesso de pessoas às praias do Sangava e Cheira Limão. A fiscalização aconteceu do lado de Santos, na Ponte Edgard Perdigão (na Avenida Almirante Saldanha da Gama) no bairro da Ponta da Praia. O terminal marítimo de passageiros também liga Santos à Santa Cruz dos Navegantes, Praia do Góes, Fortaleza da Barra Grande.

Neste sábado (17), a operação registrou um total de 26 ações. Foram 15 orientações aos passageiros que se dirigiam às embarcações para o transporte às praias, além de 10 abordagens a condutores ou donos (empresas) responsáveis pelas embarcações, e uma cientificação a um condutor sobre a proibição do uso das praias da Cidade.  

A ação da Prefeitura de Guarujá foi desenvolvida em conjunto com a Prefeitura de Santos – através dos fiscais de Posturas e Guarda Municipal – e contou também com o apoio da Polícia Militar. A fiscalização cumpre determinação do Ministério Público (MP), após os abusos de aglomerações registrados na semana passada, especificamente na Praia do Sangava. Em caso de descumprimento, o condutor, dono de embarcação ou empresa poderá ser multado em mais de R$ 9 mil e até ser encaminhado ao Distrito Policial.

Segundo o diretor de Operações Especiais e Fiscalização de Taxas da Prefeitura de Guarujá, Ricardo Tobar, a intenção é coibir abusos e evitar aglomerações em função das restrições para o combate ao novo coronavírus. "Fizemos principalmente a orientação de pessoas que estavam oferecendo esses passeios (às praias do Sangava e Cheira Limão), e que, com a nossa presença, as embarcações acabaram não se aproximando do Terminal. A ação está concentrada no final de semana, devido à proibição do acesso às praias de nossa Cidade aos finais de semana", explicou.

A medida segue o decreto municipal 14.249, vigente desde o último dia 12, que proíbe o acesso às praias da Cidade aos finais de semana. Já de segunda a sexta-feira, estão permitidas nas praias apenas atividades físicas individuais, desde que executadas das 5 horas às 10 horas e das 16 horas às 20 horas. O decreto proíbe ainda, a permanência de pessoas e a colocação de guarda-sóis, mesas e cadeiras na faixa de areia das praias.