Prefeitura de Guarujá propõe reajuste de 7,14% aos servidores municipais

Mais 8,33% no auxílio-alimentação, 50% do salário-família e reajuste em 10% o salário – consorte (que beneficia os casados, incluindo os casais homoafetivos)

Comentar
Compartilhar
09 ABR 201511h33

A Prefeitura de Guarujá, durante reunião realizada, na manhã desta quarta-feira (8), no Paço Moacir dos Santos Filho, entregou ofício com a contra-proposta relativo ao acordo coletivo da categoria 2015/2016 aos representantes dos dois Sindicatos dos Funcionários Públicos da Prefeitura de Guarujá – SINDSERV e do Sindicato dos Professores de Escolas Públicas Municipais – SIPROEM. O documento responde às cartas de reivindicatórias feitas pelas duas entidades.

A Administração apresentou contra-proposta de reajuste do salário-base de 7,14% sobre o piso de todos os servidores municipais do quadro da Prefeitura, reajuste de 8,33% no auxílio-alimentação, aumento de 50% do salário-família e reajuste em 10% do salário – consorte (que beneficia os casados, incluindo os casais homoafetivos.

Devido às particularidades de cada categoria, no que compreende as cláusulas sociais, foi sugerida a formação de grupos entre Sindicatos e Prefeitura para discutir todos os elementos da pauta de reivindicação com as respectivas pastas interessadas, em conformidade com o cronograma que será divulgado nos próximos dias.

De acordo com o secretário de Administração, Juliano Oliveira de Souza, foi feito um esforço muito grande junto à Secretaria de Finanças para chegar ao índice proposto. “Estamos dando continuidade à política de valorização salarial dos servidores, que iniciou lá em 2009, quando a prefeita iniciou essa luta, corrigindo as distorções”, explica Souza. Ainda conforme o secretário, se aceita pelos servidores a proposta será encaminhada à Câmara de Vereadores, para votação. “Nossa intenção é que tudo seja resolvido o mais rápido possível”, acrescenta o titular da pasta.

A representante do SIPROEM, Joanice Gonçalves Santos Baptista, disse que vai convocar seus associados para apresentar a proposta em assembleia que será realizada, nesta quinta-feira ((9), em primeira chamada às 17 horas e na segunda às 18, no Grêmio dos Funcionários da Prefeitura de Guarujá, que fica na Rua Ranulpho Veríssimo, 50, Jardim Las Palmas. “Iremos chamar todos nossos associados e colocar em deliberação a proposta que nos foi entregue. Acredito que na sexta-feira (10) já entregaremos um ofício à Administração com o resultado da devolutiva”, conta a sindicalista.

Já a presidente do SINDSERV, Márcia Rute Daniel, disse que, com o documento em mãos e o percentual proposto pela Prefeitura, iniciará conversa com os servidores. “Marcamos uma assembleia para às 18h30 em primeira chamada e 19 horas em segunda, para expor o que a Administração nos propôs, daí eles vão votar se aceitam ou não. A ideia é comunicar sobre o que ficou decidido na assembleia”, declara Márcia.

Anos anteriores – A Proposta de correção das tabelas salariais em 2013 foi rejeitada pela assembleia geral do SINDSERV. Na ocasião, foi proposto um reajuste linear a todo o funcionalismo. Já em 2014, porém, iniciou-se a parametrização das tabelas de salários do funcionalismo, com um aumento acordado de 0,50%, mais R$ 200,00 de abono salarial, mais os reajustes salariais variados por categorias.

______________________________________