Prefeitura de Guarujá inicia nova série de reuniões para tratar das cláusulas sociais

Segunda etapa de reuniões com os servidores de diversas categorias começa nesta segunda-feira (4)

Comentar
Compartilhar
04 MAI 201510h45

Com o intuito de avançar nas categorias do funcionalismo público municipal, a Prefeitura de Guarujá prossegue, nesta semana, com nova série de reuniões com os servidores, para dar prosseguimento às cláusulas sociais dos grupos de reivindicações do acordo coletivo de 2015.

Esta segunda etapa começa nesta segunda-feira (4) e prossegue até o dia 9 de junho. Trata-se de uma devolutiva da Prefeitura, em que cada secretaria irá apresentar os estudos dos apontamentos feitos por sua categoria, de ordem jurídica, financeira dentre outros aspectos pertinentes às diversas categorias, realizada na fase anterior.

As reuniões envolvem os grupos de trabalho composto pelas secretarias municipais e segmentos do funcionalismo público, além dos Sindicatos dos Funcionários Públicos da Prefeitura (Sindserv), e dos Professores de Escolas Públicas Municipais (Siproem), e Guarujá Previdência. O primeiro ciclo de discussões foi encerrado na última semana, e os encontros acontecem no Paço Municipal Moacir dos Santos Filho, de forma a ouvir os anseios e principais pedidos da categoria.

As cláusulas sociais são ajustes que devem ser feitos, regulamentados ou ampliados, e não geram um desembolso imediato por parte dos empregadores. Dentre alguns dos exemplos estão abono de faltas, condições de segurança e higiene do trabalho, adequações a plantões de escalas. A medida visa abordar as cláusulas, que fazem parte dos pedidos contidos na proposta de reajuste salarial, que já obteve aprovação do Legislativo Municipal.

Segundo a secretária adjunta de Administração de Guarujá, Débora de Lima Lourenço, esta nova fase visa manter o diálogo e a transparência com os servidores de Guarujá. A Administração avalia que a criação dos grupos com os Sindicatos estreita relações apurando os assuntos pautados, tanto no que tange gestão quanto de ordem jurídica.

“Estaremos analisando de forma ampla e com critérios que não afetem a ordem financeira da Prefeitura. Com este canal aberto estamos mostrando o interesse da Prefeitura em avançar na melhoria permanente das carreiras”, destaca.