Surgimento de peixes mortos em Cubatão pode estar relacionado ao incêndio

Segundo a Cetesb, desde a manhã deste sábado foram coletados peixes mortos em pontos no estuário e no Rio Cubatão

Comentar
Compartilhar
04 ABR 201519h53

O surgimento de grande quantidade de peixes mortos na orla da Avenida Beira Mar, no Casqueiro, em Cubatão, pode estar relacionado ao combate ao incêndio no terminal de combustíveis, na Alemoa. A Prefeitura de Cubatão, OAB e Cetesb realizam vistoria no local.

Segundo a Cetesb, desde a manhã deste sábado foram coletados peixes mortos em pontos no estuário e no Rio Cubatão. Eles servirão para a identificação das possíveis causas da mortandade. Além disso, estão sendo definidos os pontos de coleta de amostras de água, que serão objeto de análise nos laboratórios da companhia.

A Prefeitura de Cubatão alerta a população para que não comam os peixes colhidos nesta região desde o início do incêndio. A Administração Municipal já solicitou à Terracom que retire os animais mortos e realize a limpeza do local.

A Prefeitura de Cubatão, OAB e Cetesb realizam vistoria no local (Foto: Luana Fernandes/DL)