Prefeita assina convênio para despoluição de praias e decreto para pagar fornecedores

Protoloco de intenções para programa Canal Limpo com a Sabesp foi assinado ontem, na praia da Enseada

Comentar
Compartilhar
25 JAN 201300h00

Mais uma cidade da Baixada Santista contribuirá para a balneabilidade das praias da Região, em breve. Ontem, no aniversário de 75 anos de emancipação político-administrativa de Guarujá, a prefeita Maria Antonieta de Brito assinou protocolo de intenções com a Sabesp para a implantação do programa Canal Limpo. A solenidade aconteceu na praia da Enseada, região em que serão iniciados os trabalhos.      

O programa consiste na identificação de ligações clandestinas de esgoto na rede de águas pluviais, utilizando alta tecnologia e monitoramento -- hidrojateamento de alta pressão, acompanhamento da balneabilidade das praias, correção de irregularidades no sistema de esgoto, sucção de resíduos a vácuo, teste de fumaça e monitoramento eletrônico por Circuito Fechado de Televisão (CFTV).

Segundo o superintendente da Unidade de Negócios da Baixada Santista da Sabesp, Joaquim Hornink Filho, os trabalhos começarão pela Enseada, onde foi constatado o maior índice de poluição na Cidade. “O trabalho que vamos fazer aqui em Guarujá é o mesmo que já estamos desenvolvendo em Santos, a mesma tecnologia. A única coisa é que é um outro contrato que estamos licitando nesse momento”, disse Hornink. O superintendente estima que o processo licitatório para o início das obras deve estar concluído em 70 dias.

“É um trabalho de despoluição dos canais através da interceptação dos esgotos que são lançados nos canais e nas galerias, procurando coletar esse esgoto dando um destino final para que ele não chegue na praia”.

“A nossa prioridade é começar pelo local mais poluído e nossos laboratórios vão identificar os locais mais poluídos e junto com a Prefeitura vamos organizar a prioridade para os trabalhos”.

O secretário de Meio Ambiente de Guarujá, Élio Lopes dos Santos, ressaltou que a meta do projeto é melhorar em 20% o índice da qualidade das praias no primeiro ano de vigência, aumentando para 30% no ano seguinte, de acordo com os dados apresentados este ano.

Mas, para a implantação do programa é necessário concluir algumas pendências. “Em breve nós estaremos assinando o processo de início das obras da Estação de Tratamento de Água. Estamos aguardando o retorno das atividades do Fórum para que a Sabesp regularize a situação de seu terreno.

O que dependia da Prefeitura já foi viabilizado em relação à regularização da área. E, fora isso, nós vamos iniciar também o processo de discussão do convênio que implica em investimentos da Sabesp efetivos na nossa Cidade no combate à ausência de saneamento”, declarou à prefeita Maria Antonieta.

Pagamento a fornecedores

A prefeita Maria Antonieta de Brito também assinou ontem, durante a solenidade, o decreto para a quitação de débitos até R$ 20 mil a 1.178 fornecedores e prestadores de serviço, que são credores da Prefeitura desde administrações passadas.

“A minha Administração está em ordem com os pagamentos das contas, mas o não pagamento do que está para trás tem impedido que nós consigamos fazer licitações para infraestrutura, tapa-buracos entre outras obras, ou até mesmo comprometendo alguns serviços como alimentos e medicamentos, que ocorreu no início do ano. Queremos honrar nossos compromissos”.

Os pagamentos iniciarão na próxima segunda-feira, em lotes. “São mil pessoas que vão receber em lote e ao mesmo tempo nós vamos estar recebendo as propostas de renúncia dos demais credores e propostas de acordo”.

A Prefeitura já havia publicado no Diário Oficial do Município a lista com os nomes de todos os credores e os valores dos débitos que somam aproximadamente R$ 150 milhões.