Preço do gás de cozinha e de outros produtos diminui em Guarujá

Ação de fiscalização de preços, iniciada no final de abril, já percorreu dez distribuidoras de gás e cerca de 30 estabelecimentos, entre farmácias e supermercados

Comentar
Compartilhar
03 JUN 2020Por Da Reportagem16h02
Equipe fiscalizou comércios devido a denúncias de munícipesFoto: Divulgação/PMG

O valor de produtos como gás de cozinha, álcool em gel, máscaras de proteção facial e luvas está sendo normalizado na Cidade. Isso porque, a ação de fiscalização de preços, iniciada no final de abril, já percorreu dez distribuidoras de gás e cerca de 30 estabelecimentos, entre farmácias e supermercados.  

Graças a denúncias de munícipes, a equipe apurou que diversas distribuidoras de gás de cozinha estavam praticando preços acima do fixado pelo Procon São Paulo, de R$ 70. Os locais foram notificados, multados e adequaram seus preços.

Já os que comercializam álcool em gel, máscaras de proteção facial e luvas, como farmácias e supermercados, também estavam praticando preços acima do habitual. Nesses casos, o Procon monitora se o valor é o mesmo do praticado antes da pandemia e se for determinado aumento sem justa causa, a empresa é orientada a normalizar seus preços.

Segundo o diretor do Procon Guarujá, Alexandre Cardoso, após a análise da equipe, poderá haver a aplicação de multa, que varia de acordo com o faturamento da empresa.

Em casos de denúncias e informações, munícipes podem entrar em contato com o Procon, por meio dos telefones (13) 3355-1232 e (13) 3355-6648; também é possível agendar atendimento presencial pelos mesmos contatos, caso necessário.

Além disso, o consumidor também pode optar em fazer a reclamação pelo aplicativo 'Procon.SP' ou pelo site www.procon.sp.gov.br.